Carregando... aguarde
Referencias Abstratas-2021-01-22 - Guia das Artes
"Referências Abstratas"
Evento encerrado
"Referências Abstratas"
Quando aconteceu
Sexta, 22 Janeiro até Sábado, 12 Março
Local
Espaço Cultural Correios Niterói
Av. Visconde do Rio Branco, 481 - Centro - Niterói
Conteúdo

 

A mostra traz obras de formas geométricas, com curadoria da Tartaglia Arte e texto crítico do historiador de arte Giogio Di Genova
 
 
artista plástico italiano Renzo Eusebi abre a exposição itinerante "Referências Abstratas", no Espaço Cultural Correios Niterói, em sua terceira fase, após ter passado pelo Círculo Ítalo Brasileiro, em Florianópolis, e pelo Centro Cultural Correios RJ, com curadoria da Tartaglia Arte (Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez), e texto crítico do historiador de arte Giorgio Di Genova, no próximo dia 22 de janeiro. 
 
A mostra chega  para homenagear o Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922 que, assim como o artista,  trouxe modernas tendências das artes plásticas, com formas que chocaram os apreciadores de uma arte mais comportada. Era um novo momento de vanguarda que se iniciava e que influenciou diversos artistas ao longo do século, em todas as artes. 

As obras de RENZO EUSEBI são de estilo construtivista, de formas geométricas, esmaltes em tábuas de madeira mista. São pinturas em madeira, chamadas de 'OPERA'  e algumas esculturas, chamadas 'PITTUSCULTURA'.

"Um conjunto de elementos abstratos combinados, sistematicamente repetidos, revestidos com variações cromáticas primárias infinitas, sobre as mesmas construções básicas que apresentam combinações visuais surpreendentes", explica Eusebi.

Renzo Eusebi nasceu em Patrignone di Montalto Marche (A.P.) em 18/04/1946. Dos anos 70, até o presente, exibiu seus trabalhos em mais de 160 exposições individuais e coletivas.

Seus itinerários artísticos variam das mais importantes cidades italianas às europeias e americanas.
As feiras internacionais de arte contemporânea moderna são numerosas desde Basileia, nos anos 80, passando por Nova York, Chicago, Los Angeles, São Francisco, Filadélfia, Atlanta, Dallas, Gant, Pádua, Verona e, finalmente, a Art Fair Hangzhou (China).

Suas obras podem ser encontradas em coleções públicas e privadas em várias cidades italianas e estrangeiras.

Nos anos 90, ele foi um membro fundador do Transvisionismo e, mais tarde, do G.A.D. Grupo de Aniconismo Dialético de Giorgio di Genova.

"A geometria é, há anos, o tema básico das composições de Renzo Eusebi, outro expoente do Grupo de Aniconismo Dialético. Renzo, sempre exigente, é uma espécie de reificação de um concreto e, ao mesmo tempo, decomposição, mas apenas pelo uso das três cores primárias, neoplásicas, na direção suprematista, realizadas com mesas pintadas com tinta compacta, dispostas com inclinações que seriam fortemente estigmatizadas por Mondrian, mas não por Malevi?. ", explica Giorgio Di Genova.

SOBRE A ARTE DE RENZO EUSEBI.

A produção atual de Renzo Eusebi tem uma longa história de fases.

De fato, após os primórdios neo-surrealistas, nos quais declinou de forma pessoal tanto a lição do Buchi de Lucio Fontana quanto o materialismo de Alberto Burri, incluindo a inserção da vestimenta pessoal no magma material, chegou a um período de pinturas primorosamente materiais, para as mais monocromáticas, e de esculturas metálicas pintadas, secando progressivamente a matéria pictórica em camadas planas e compactas das três cores primárias, à semelhança da lição de Mondrian, que o fez chegar a um pictórico limpo e bem iluminado purismo.

É desses pressupostos que nascem os trabalhos atuais, que objetivaram as áreas geométricas do baixo relevo com elementos de madeira, quase as espessuras do materialismo anterior foram filtradas na direção de um neoconcretismo, que, em um exame mais atento, mudou o de Mondrian. lição neoplástica para o suprematismo de Malevi? no contexto de uma repetição variada de racionalidade espacial e cromática límpida.

Em trabalhos materiais anteriores Renzo misturou fragmentos de areia, vidro e pedra com o magma dos pigmentos, em um vórtice pictórico que devolvia seu temperamento impulsivo da época, especialmente de Sturm und Drang de um neo-informal muito pessoal. Não havia mais roupas, mesmo íntimas, embebidas de matéria cromática, para uma espécie de homenagem a Burri, não havia mais buracos na tela, uma homenagem, também para uma espécie de homenagem à aula de Fontana, porque o próprio material tinha Tornou-se um tecido cromático, no qual os buracos foram introjetados, formando crateras entre as asperezas da superfície, muitas vezes resgatadas pelo gestualismo alado, que às vezes se enrolava. É sabido que depois da tempestade sempre há calmaria.

O mesmo aconteceu com Eusebi, que depois de Sturm und Drang chegou à calma de uma proporção executiva estudada, que, não esquecendo seu passado escultórico, fez os elementos de madeira coloridos descerem das superfícies das pinturas para criar novas esculturas, para conquistar verticalmente o espaço habitado.

O neoconcretismo de parede deu assim origem a um neoconcretismo plástico, recuperando uma memória antiga, a da escultura colorida como era antes, devido aos mal-entendidos de Winckelmann, a escultura em mármore branco se espalhou.

As esculturas de Renzo, jogadas nas combinações de elementos de vários tamanhos e estruturas, bem como agrupadas numa dialética cromática de brancos e pretos com amarelos, vermelhos, azuis, são alegres e visualmente muito leves. No entanto, como aconteceu recentemente, em Lamezia Terme, uma cidade no sul da Itália, eles podem se tornar monumentos coloridos voando em direção ao céu em uma praça. Afinal, Renzo Eusebi, como atesta a exposição 2019-20 no Centro Cultural Correios do Rio de Janeiro, em que muitas de suas obras foram penduradas no teto, a conquista do espaço é um desafio que potencializa sua criatividade muito móvel.
(Giorgio Di Genova, Historiador e Crítico de arte, autor da enciclopédia da “História da arte italiana do século XX”.)
 
SOBRE A TARTAGLIA ARTE

A Tartaglia Arte foi fundada em 1950 como um estúdio de pintura pelo artista Piero Tartaglia, então conhecido como Piery. Após alguns anos, criou um ponto de referência e encontro cultural com outros artistas e jovens talentos onde, sob a orientação do Mestre, desenvolveram seu estilo pessoal. A paixão avassaladora de Tartaglia  pela expressão pictórica com explosões de cor pura e contrastes violentos que tornam a tela viva, deu vida à Escola do Disgregacionismo.  Posteriormente fundou as Galerias, para exposição permanente de seus trabalhos e os de seus alunos, e que hoje são dirigidas pelo filho Riccardo.

O amor pela arte e uma visão cultural ampla são as peculiaridades deste grande artista, e representam sua herança moral e espiritual. Herança que continua sendo representada por Riccardo Tartaglia, que trabalha com a mesma seriedade e tenacidade na propagação da arte, através de exposições e eventos internacionais. Mas tudo com a assinatura de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez (Membro da Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro e Embaixatriz Cultural com Honoris Causa, pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina - Honra da Arte de Florianópolis), o que confere um atestado de credibilidade e sensibilidade criativa.

SERVIÇO

Exposição: Referências Abstratas
Artista: Renzo Eusebi @eusebirenzo
Curadoria: Tartaglia Arte - Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez Tartaglia
@riccardotrataglia  @reginanobreztartaglia
Texto crítico: Giorgio Di Genova (crítico e historiador de arte)
Assessoria de Imprensa: Paula Ramagem @paula_r_soares
Local: Espaço Cultural Correios Niterói - salão H - 2° andar
Av. Visconde do Rio Branco, 481 - Centro - Niterói - RJ
Abertura: 22 de janeiro de 2022
Visitação: 22 de janeiro a 12 de março de 2022
Dias e horários: segunda a sexta, das 11h às 18h
                          sábado, das 13h às 17h
Realização: Tartaglia Arte - tartagliaarte.org
Apoio: Consolato Onorario Italiano - Florianópolis, SC / CIB-SC / Espaço Cultural Correios / Ministério das Comunicações / Pátria Amada Brasil.
Censura livre
Gratuito
Acessibilidade
Uso de máscaras e apresentação da carteira de vacinação são obrigatórias.
* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Fotos
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "Rio de Janeiro"
"CONEXÕES" - Exposição montada em contâiners marítimos abre dia 16 de julho no Horto do Fonseca, em Niterói
Saiba mais
"Madureira em Transe" - Exposição entra em cartaz neste sábado (6/8) no Sesc Madureira
Saiba mais
"Pinturas" - Espaço de Arte e Design Boho abre a exposição de Pat Freire, com óleos sobre tela em grandes formatos e aquarelas, expressando seu imaginário a partir de um olhar criativo sobre a natureza.
Saiba mais
ARTE DE CÓDIGO ABERTO -
Saiba mais
Casa de Oliveira Vianna - "[...] Centro de Pesquisa voltado à divulgação da vida e da obra de seu proprietário."
Saiba mais
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
MAP - "[...] primeiro museu de arte do Estado do Rio de Janeiro e o primeiro dedicado à memória de um artista."
Saiba mais
Museu da Imprensa Brasileira - O Museu da Imprensa é considerado o oitavo mais importante no gênero do mundo.
Saiba mais
Museu de Arte Contemporânea de Niterói - MAC - "[...] mundialmente reconhecido pelo arrojo e audácia de sua forma, nascida da simplicidade da imagem de uma flor de lótus, símbolo da criação para os egípcios. "
Saiba mais
Museu do Ingá - "Guardião da memória que entrelaça o antigo estado do Rio de Janeiro a sua capital, a cidade de Niterói [...]"
Saiba mais
Portinari Raros -
Saiba mais
Sebastião Salgado - Amazônia - Exposição que já impactou o público em Paris, Londres, Roma e São Paulo, chega em 19 de julho ao Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro
Saiba mais
Solar do Jambeiro - "Sua fachada, constitui um dos mais importantes acervos de azulejos do Brasil."
Saiba mais
“Fronteiras” -
Saiba mais
“Triagem” -
Saiba mais