Carregando... aguarde
Gaudí Barcelona 1900-2017-03-16 - Guia das Artes
Gaudí: Barcelona, 1900
Evento encerrado
Gaudí: Barcelona, 1900
Quando aconteceu
Quinta, 16 Março até Domingo, 30 Abril
Local
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
Av. Infante Dom Henrique 85
Conteúdo

Barcelona 1888 e 1929, duas exposições universais são realizadas em Barcelona, em torno da passagem do século XIX ao XX. A cidade transforma-se radicalmente no período entre esses dois eventos que serão os marcos de uma época dourada. A exposição de 1888 representa o despertar da letargia econômica e cultural iniciada após a Guerra de Sucessão que culminou com a submissão de Barcelona à Monarquia dos Bourbons, em 1714. No outro extremo, a exposição de 1929, às portas da Guerra Civil Espanhola (1936-1939), que significou a perseguição e a proibição da singularidade cultural catalã.

Em 1888 a cidade acabava de se libertar do cinturão de muralhas. Em 1929 a sua expansão já é uma realidade, a planície de Barcelona está urbanizada e os povoados adjacentes como Sarrià, Gracia, San Martí de Provençals, Poble Nou etc. já estão plenamente integrados à cidade.

Em pouco mais de 4 décadas Barcelona torna-se um dos centros culturais da Europa, graças à sinergia entre a burguesia industrial, a política e os artistas. A arte catalã passa a fazer parte do debate estético europeu.

Nessa frutífera Barcelona desenvolve-se o modernismo catalão, movimento irmão do Art Nouveau francês, do Modern Style inglês e do Sezessionstil de Viena. Todos eles nascem da idealização da tradição medieval e de um olhar sobre a natureza. São consequência do Romantismo e de outros movimentos paralelos como o Simbolismo, o Pré-rafaelismo e o Orientalismo que se desenvolviam na Europa do século XIX.

O Modernismo catalão tem a singularidade de nascer paralelamente à criação de uma identidade cultural nacional catalã. É a base da Catalunha moderna. Muitos são os artesãos e artistas que graças a essa comunhão social puderam criar e pesquisar linguagens e técnicas artísticas em todos os campos.

Embora unidos na reinvindicação da natureza e da subjetividade, esta é representada em múltiplas formas de ver e de entender a arte. Uns mais ligados aos preceitos românticos, outros ao simbolismo, em alguns já aparecem elementos funcionalistas e racionalistas etc. Entre todos eles sobressai, por sua singularidade, o já universal Gaudí.

Gaudí é, e foi, um personagem singular. Aparentemente contraditório, suas ideias e seu modo de fazer não se desprendem da tradição, mas abrem as portas a conceitos arquitetônicos considerados modernos até hoje. Em vida foi uma pessoa pouco dada ao trato social, a ponto de converter-se em um eremita da arquitetura, enclausurado em sua obra maior que é a Sagrada Família. De 1914 até sua morte, em 1926, Gaudí trabalhou e viveu única e exclusivamente na Sagrada Família, e para ela.

Como no caso de tantos outros gênios, seu isolamento não impediu que a obra fosse centro de múltiplas polêmicas: odiada por alguns, admirada por muitos. A sua experimentação técnica e formal, sua capacidade de absorver e reelaborar as teorias estéticas e arquitetônicas, fizeram dele um arquiteto de densidade única, difícil de repetir. Em suas obras está condensado o debate artístico da mudança de século junto à depuração de uma linguagem arquitetônica única.

Raimon Ramis e Pepe Serra, curadores.

Contato
Telefone: +55 (21) 3883-5600
* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Como chegar
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "Rio de Janeiro"
0,0Km - Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM-Rio - Contemporâneo dos movimentos artísticos que sacudiram o país desde a década de 1950, o MAM viu nascer, lançou e divulgou boa parte dos artistas modernos e contemporâneos que hoje povoam o circuito internacional das artes.
Saiba mais
0,0Km - A Volta das Coleções do MAM Rio - Projeto com curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.
Saiba mais
0,4Km - Museu do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro - Os objetivos da instituição, estabelecidos no Art. 1º do Estatuto de 1838, são mantidos até a atualidade, adaptados às conjunturas nacionais e internacionais, de que é o primordial, "coligir, metodizar, publicar ou arquivar os documentos necessários para
Saiba mais
0,4Km - Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro - É uma entidade que busca preservar documentos históricos.
Saiba mais
0,5Km - BIBLIOTECA NACIONAL - O prédio, em estilo neoclássico, foi projetado pelo arquiteto Francisco Marcelino de Souza Aguiar. Inaugurado em 1910, reúne um acervo de cerca de nove milhões de peças, entre raridades como a Bíblia de Mogúncia, impressa em 1462, a edição dos Lusíadas de
Saiba mais
0,5Km - Museu Judaico do Rio de Janeiro - MJRJ - "[...] acervo representativo de uma cultura ancestral."
Saiba mais
0,5Km - Museu Provedor Mauro Ribeiro Viegas - O museu tem como missão apresentar ao público, a história da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro.
Saiba mais
0,5Km - FUNARTE - O espaço, localizado no mezanino do Palácio Gustavo Capanema, abriga três galerias de artes plásticas (Sergio Milliet, Lygia Clark e Macunaíma) e uma específica para fotografia, além do auditório Gilberto Freyre, com 380 lugares, onde são realizados conce
Saiba mais
0,6Km - Sala Cecília Meireles - É uma tradicional e conceituada casa de concertos de música.
Saiba mais
0,6Km - Museu da Força Expedicionária Brasileira - "[...] rememorar, divulgar e perpetuar a história da Força Expedicionária Brasileira [...]"
Saiba mais
0,6Km - Memórias Sobre Papel - As obras, datadas de 1977 a 2017, abordam a temática do mundo exterior (paisagens e figuras na água) e o mundo interior (naturezas mortas, retratos, figuras e reflexos em espaços íntimos).
Saiba mais
0,6Km - Museu Nacional de Belas Artes - Situado no centro histórico do Rio de Janeiro, o edifício de arquitetura eclética projetado em 1908 pelo arquiteto Adolfo Morales de los Rios para sediar a Escola Nacional de Belas Artes
Saiba mais
0,7Km - Quase pinturas - A mostra exibe 13 trabalhos figurativos a óleo do paulista Fabio Cardoso. Inéditas no Rio até então, as obras têm como base diferentes imagens feitas com a câmera do celular do artista.
Saiba mais
1,1Km - Nirvana: Taking Punk to the Masses - Pela 1ª vez fora de Seattle, exposição sobre Nirvana chega ao RJ em junho.
Saiba mais
1,2Km - Eu me declaro - Artista discute temas como a condição feminina e os jogos de poder na exposição que reúne cerca de 60 obras, do final dos anos 1970 até os dias de hoje.
Saiba mais
1,4Km - Galeria de Valores - A história da moeda, no Brasil e no mundo, com cerca de duas mil peças do acervo numismático do Banco do Brasil.
Saiba mais
2,0Km - Meu mundo teu - Numa trama que põe em relação diferentes contextos, pessoas, momentos, intenções. Aqui se articulam amizades, trocas, narrativas e serviços que nos últimos anos atravessaram a vida – e a obra – do paraense Alexandre Sequeira, e que em comum possuem sobrem
Saiba mais
2,0Km - Inovanças - Criações à Brasileira - Exposição mostra invenções de artistas brasileiros.
Saiba mais
5,8Km - Outras Matrizes, Novas Poéticas - Trata-se de uma mostra coletiva composta por doze artistas gravadores do eixo Rio-Niterói. Com entrada gratuita, a exposição segue até o dia 2 de julho.
Saiba mais
8,2Km - Beatriz Milhazes: Marola, Mariola e Marilola - Reconhecida por suas pinturas mundo afora, Beatriz Milhazes se arrisca em novos desafios lança a exposição Marola, Mariola e Marilola.
Saiba mais