Carregando... aguarde
Gaudí Barcelona 1900-2017-03-16 - Guia das Artes
Gaudí: Barcelona, 1900
Evento encerrado
Gaudí: Barcelona, 1900
Quando aconteceu
Quinta, 16 Março até Domingo, 30 Abril
Local
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
Av. Infante Dom Henrique 85
Conteúdo

Barcelona 1888 e 1929, duas exposições universais são realizadas em Barcelona, em torno da passagem do século XIX ao XX. A cidade transforma-se radicalmente no período entre esses dois eventos que serão os marcos de uma época dourada. A exposição de 1888 representa o despertar da letargia econômica e cultural iniciada após a Guerra de Sucessão que culminou com a submissão de Barcelona à Monarquia dos Bourbons, em 1714. No outro extremo, a exposição de 1929, às portas da Guerra Civil Espanhola (1936-1939), que significou a perseguição e a proibição da singularidade cultural catalã.

Em 1888 a cidade acabava de se libertar do cinturão de muralhas. Em 1929 a sua expansão já é uma realidade, a planície de Barcelona está urbanizada e os povoados adjacentes como Sarrià, Gracia, San Martí de Provençals, Poble Nou etc. já estão plenamente integrados à cidade.

Em pouco mais de 4 décadas Barcelona torna-se um dos centros culturais da Europa, graças à sinergia entre a burguesia industrial, a política e os artistas. A arte catalã passa a fazer parte do debate estético europeu.

Nessa frutífera Barcelona desenvolve-se o modernismo catalão, movimento irmão do Art Nouveau francês, do Modern Style inglês e do Sezessionstil de Viena. Todos eles nascem da idealização da tradição medieval e de um olhar sobre a natureza. São consequência do Romantismo e de outros movimentos paralelos como o Simbolismo, o Pré-rafaelismo e o Orientalismo que se desenvolviam na Europa do século XIX.

O Modernismo catalão tem a singularidade de nascer paralelamente à criação de uma identidade cultural nacional catalã. É a base da Catalunha moderna. Muitos são os artesãos e artistas que graças a essa comunhão social puderam criar e pesquisar linguagens e técnicas artísticas em todos os campos.

Embora unidos na reinvindicação da natureza e da subjetividade, esta é representada em múltiplas formas de ver e de entender a arte. Uns mais ligados aos preceitos românticos, outros ao simbolismo, em alguns já aparecem elementos funcionalistas e racionalistas etc. Entre todos eles sobressai, por sua singularidade, o já universal Gaudí.

Gaudí é, e foi, um personagem singular. Aparentemente contraditório, suas ideias e seu modo de fazer não se desprendem da tradição, mas abrem as portas a conceitos arquitetônicos considerados modernos até hoje. Em vida foi uma pessoa pouco dada ao trato social, a ponto de converter-se em um eremita da arquitetura, enclausurado em sua obra maior que é a Sagrada Família. De 1914 até sua morte, em 1926, Gaudí trabalhou e viveu única e exclusivamente na Sagrada Família, e para ela.

Como no caso de tantos outros gênios, seu isolamento não impediu que a obra fosse centro de múltiplas polêmicas: odiada por alguns, admirada por muitos. A sua experimentação técnica e formal, sua capacidade de absorver e reelaborar as teorias estéticas e arquitetônicas, fizeram dele um arquiteto de densidade única, difícil de repetir. Em suas obras está condensado o debate artístico da mudança de século junto à depuração de uma linguagem arquitetônica única.

Raimon Ramis e Pepe Serra, curadores.

Contato
Telefone: +55 (21) 3883-5600
* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Como chegar
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "Rio de Janeiro"
0,0Km - Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM-Rio - Contemporâneo dos movimentos artísticos que sacudiram o país desde a década de 1950, o MAM viu nascer, lançou e divulgou boa parte dos artistas modernos e contemporâneos que hoje povoam o circuito internacional das artes.
Saiba mais
0,4Km - Museu do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro - Os objetivos da instituição, estabelecidos no Art. 1º do Estatuto de 1838, são mantidos até a atualidade, adaptados às conjunturas nacionais e internacionais, de que é o primordial, "coligir, metodizar, publicar ou arquivar os documentos necessários para
Saiba mais
0,4Km - Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro - É uma entidade que busca preservar documentos históricos.
Saiba mais
0,5Km - BIBLIOTECA NACIONAL - O prédio, em estilo neoclássico, foi projetado pelo arquiteto Francisco Marcelino de Souza Aguiar. Inaugurado em 1910, reúne um acervo de cerca de nove milhões de peças, entre raridades como a Bíblia de Mogúncia, impressa em 1462, a edição dos Lusíadas de
Saiba mais
0,5Km - Museu Judaico do Rio de Janeiro - MJRJ - "[...] acervo representativo de uma cultura ancestral."
Saiba mais
0,5Km - Museu Provedor Mauro Ribeiro Viegas - O museu tem como missão apresentar ao público, a história da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro.
Saiba mais
0,5Km - FUNARTE - O espaço, localizado no mezanino do Palácio Gustavo Capanema, abriga três galerias de artes plásticas (Sergio Milliet, Lygia Clark e Macunaíma) e uma específica para fotografia, além do auditório Gilberto Freyre, com 380 lugares, onde são realizados conce
Saiba mais
0,6Km - Sala Cecília Meireles - É uma tradicional e conceituada casa de concertos de música.
Saiba mais
0,6Km - Museu da Força Expedicionária Brasileira - "[...] rememorar, divulgar e perpetuar a história da Força Expedicionária Brasileira [...]"
Saiba mais
0,6Km - Museu Nacional de Belas Artes - Situado no centro histórico do Rio de Janeiro, o edifício de arquitetura eclética projetado em 1908 pelo arquiteto Adolfo Morales de los Rios para sediar a Escola Nacional de Belas Artes
Saiba mais
1,2Km - MATO - Exposição "MATO" do artista Leo Ares com curadoria de Gabriela Dottori. A abertura será dia 19/05 das 14h às 18h e o período expositivo se estenderá até o dia 17/06.
Saiba mais
2,0Km - Feito poeira ao vento | Fotografia na Coleção MAR - Atravessamos um longo percurso, mas chegamos até aqui. A fotografia nos acompanha desde a sua invenção no século XIX, num processo que passa pela constituição da nossa memória — documental —, esbarrando na arte, onde interage de forma articulada como espa
Saiba mais
2,0Km - Claudio Paiva - O colecionador de linhas - A exposição apresenta, pela primeira vez ao público, o corpus da obra de Claudio Paiva. São mais de 200 obras entre desenhos com suportes e técnicas variadas, instalações e videos, entre eles uma série de entrevistas inéditas com depoimentos sobre Claudio
Saiba mais
4,8Km - Anna Bella & Lygia & Mira & Wanda -
Saiba mais
6,4Km - “ÂMBAR” - GALERIA DE ARTE IBEU INAUGURA EXPOSIÇÃO DE FELIPE FERNANDES
Saiba mais
8,3Km - Exposição “Dá Licença" - Tramas Arte Contemporânea abre calendário 2018 com a coletiva “Dá Licença”
Saiba mais
12,6Km - Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
43,7Km - Luiz Aquila e sua migração visual na Casa Stefan Zweig -
Saiba mais
212,2Km - Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
360,4Km - Arte no Brasil: Uma história na Pinacoteca de São Paulo. Vanguarda brasileira dos anos 1960 - Coleção Roger Wright - A mostra de longa duração celebra o comodato de 178 obras estabelecido em março de 2015 entre a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a Pinacoteca e a Associação Cultural Goivos, responsável pela Coleção Roger Wright.
Saiba mais