Carregando... aguarde
A arte de Adão Francisco: pintor recria universos e desperta diferentes sensações com obras irreverentes - Guia das Artes
A arte de Adão Francisco: pintor recria universos e desperta diferentes sensações com obras irreverentes
A arte de Adão Francisco: pintor recria universos e desperta diferentes sensações com obras irreverentes
Cores vivas e marcantes são as principais ferramentas do artista, de 89 anos, que mora em Martinópolis e que tem a natureza como maior inspiração.
inserido em 2020-02-04 12:30:53
Conteúdo

 

As cores vivas e marcantes são as principais ferramentas do pintor Adão Francisco dos Santos, de 89 anos, de Martinópolis (SP), que recria universos e desperta diferentes sensações com suas pinturas únicas e irreverentes.

A casa do artista é digna de admiração. Nas paredes, os quadros são os responsáveis pela energia positiva que o lugar transmite. Tudo cercado de simplicidade e amor. Amor que foi e é a base das produções de Francisco, nome que assina nas obras. Amor também de sua esposa, Antônia Peixoto dos Santos, de 74 anos, mais conhecida como Dona Toninha, como é carinhosamente chamada. Casados há quase 50 anos, o trato humano entre eles é evidente. O carinho chama a atenção e o cuidado que Dona Toninha transmite por seu parceiro de vida é fruto de muito respeito.

Entre uma conversa e outra, Adão relembrou sua infância. Seu pai, José Francisco dos Santos, e sua mãe, Ana Gonçalves Pereira, da qual falou com muita saudade.

Nascido em São Francisco, em Minas Gerais, Adão chegou ao Oeste Paulista há muitos anos. Passou por Indiana (SP) e Regente Feijó (SP), até aportar em Martinópolis, cidade em que reside há mais de 50 anos. Nela, o artista formou sua família. Do amor com Toninha nasceram Flávio Francisco dos Santos, de 47 anos, e Cláudio Francisco dos Santos, de 43 anos.

A arte está presente na vida de Adão desde 1965, quando iniciou cursos por correspondência para aperfeiçoar seu talento. O primeiro desenho mostrou a atriz Brigitte Bardot, ícone sexual naquela década. O desenho foi confeccionado na capa do caderno onde anotava nomes dos clientes de uma tinturaria onde trabalhou, mas, depois, o retrato foi para a tela, iniciando assim sua grande jornada no mundo artístico. Embora o quadro ainda esteja pendurado na parede de sua casa, para que seu início esteja sempre presente em seu dia a dia, pintar retratos não é mais algo que acontece com frequência.

A pintura começou com os traços primitivos e, hoje, ele confecciona quadros com características mais modernas. Sua maior inspiração é a natureza, com as árvores, em especial.

A produção de uma obra dura em torno de uma semana. E o artista não para de produzir. Aposentado desde 1995, não aguenta ficar parado e sua paixão pela pintura é também sua maior distração diária.

Em um espaço da casa, reservado especialmente para isso, ele passa a maior parte do dia, transformando suas grandes ideias em arte. Os desenhos abstratos despertam em cada pessoa uma sensação diferente, o que torna o trabalho do artista ainda mais especial.

 

“É isso que gosto de causar. Essas visões diferentes. Nada me deixa mais feliz do que mostrar meus quadros e ouvir as pessoas dizendo que gostaram e que de alguma forma se identificaram com a pintura”, contou o pintor ao G1.

 

A Sarará, título de uma de suas obras, a qual resultou-lhe menção honrosa em Portugal, é um de seus maiores orgulho. O quadro é visivelmente exposto na parede da sala junto a outras obras não menos importantes. Além disso, a obra Duas Irmãs também foi digna de premiação em Presidente Prudente (SP).

 
São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

Os quadros produzidos pelo artista plástico não estão somente nas paredes de sua casa.

 

“Tenho quadros por todo o país, até na Bahia. Vendi alguns e outras vezes presenteei amigos. Toninha nunca gostou que eu desse, ficava com medo de que as pessoas não valorizassem meu trabalho e se desfizessem das obras, mas eu só entregava pra quem eu sentia que cuidaria com carinho”, relembrou ao G1.

 

Curioso e pró-ativo, Adão contou que, quando jovem, aprendeu de tudo. Desde a produção de móveis, até a confecção de roupas. O paletó que usou em seu casamento com Dona Toninha foi feito por ele, quando trabalhava como alfaiate. Ao lembrar-se disso, também contou histórias engraçadas que viveu neste período, momento em que as risadas tomaram conta de todos. Emocionado, também relembrou quando viu sua esposa pela primeira vez, dizendo que ela parecia ser meio “doidinha”, mas que soube, no momento em que a viu, de que um dia se casaria com ela. Não deu outra.

O cuidado entre eles é o que mais chama a atenção. Dona Toninha cuida de tudo. As mais de 350 obras estão catalogadas em um caderno, feito por ela e no qual somente ela mexe.

“Só eu me encontro nessa lista, ninguém mais mexe. Catalogado assim, fica mais fácil na hora de ele encontrar o que precisa”, explicou a esposa ao G1.

E não para por aí. A esposa sempre o acompanha em suas pinturas e também nas exposições das obras, que já foram mais de 20. Uma das mais especiais ocorreu em 2015, no Centro Cultural Matarazzo, em Presidente Prudente. Ela também é responsável por organizar os recortes de jornais que falam de seu artista preferido e das cartas que ele recebe de críticos brasileiros que o parabenizam pelo trabalho. Tudo guardado com muito zelo.

A simplicidade estampada nos traços de suas obras e na maneira de ver as coisas, o amor pela arte, pela família e, principalmente, pela vida, são características que o transformam em um artista completo. Não somente com pincéis e tintas, mas também com sorrisos que consegue provocar naqueles que o cercam, com a maneira bonita de encarar os dias difíceis que enfrenta.

 
São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

 

Escola de samba

Por sua arte, o pintor foi homenageado pela escola de samba Unidos da Vila Alegrete, de Martinópolis, no Carnaval de 2017, que colocou em evidência o dom de Adão e a magia de suas obras.

Com o enredo "Um Paraíso Feito à Mão. A Arte de Adão Francisco", a Unidos da Vila Alegrete não homenageou apenas um pintor, mas, sim, um artista da vida, que não quer que as pessoas vejam o singelo ato como exibicionismo e agradece com todo o coração pelo reconhecimento.

 

Paris

Em setembro de 2019, o pintor foi homenageado e nomeado “Embaixador das Artes” pela Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture, de Paris, na França. A nomeação deu-se pelo talento único e marcante do pintor, que o colocou em evidência diante da academia de artes.

A homenagem foi recebida pelo artista com muita emoção. Houve ainda, o convite para que Adão fosse até Paris receber em mãos o certificado, no entanto, devido a problemas de saúde, não pôde estar presente e uma cópia foi enviada e impressa para o pintor. O certificado original será enviado posteriormente.

 

“Meu sonho sempre foi expor minhas obras em uma grande cidade. Mas a gente nunca imagina que pode ser possível. Esse título é uma conquista e nada é mais gratificante que o reconhecimento pelo nosso trabalho”, expõe.

 

Dona Toninha demonstrou muito orgulho pela conquista do parceiro de vida, que sempre recebeu dela todo o apoio e amor na produção das artes.

 
São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

 
São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

 
São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

São mais de 350 telas confeccionadas por Adão Francisco — Foto: Aline Costa/G1

 
Artista foi certificado por um escola de artes de Paris— Foto: Aline Costa/G1

Artista foi certificado por um escola de artes de Paris — Foto: Aline Costa/G1

 
Adão Francisco tem a natureza como maior inspiração para suas obras— Foto: Aline Costa/G1

Adão Francisco tem a natureza como maior inspiração para suas obras — Foto: Aline Costa/G1

 
Adão Francisco e a esposa Toninha — Foto: Aline Costa/G1

Adão Francisco e a esposa Toninha — Foto: Aline Costa/G1

 
Primeira obra produzida pelo artista— Foto: Aline Costa/G1

Primeira obra produzida pelo artista — Foto: Aline Costa/G1

 
 
 
Fotos
Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
01/Jan
ESCULTURAS NO PARQUE DA LUZ- O Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, conta com área de aproximadamente 113 mil m² . Foi criado como horto botânico por uma Ordem Régia da Coroa Portuguesa em 19 de novembro de 1798 foi aberto ao público em 1825 como Jardim Botânico já no
Saiba mais
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Sáb
17/Ago
Exposição: Sotaques Paulistanos da Bauhaus por Leonardo Finotti - A MOSTRA DESENVOLVIDA PELO FOTÓGRAFO LEONARDO FINOTTI ESTIMULA NOVOS OLHARES AO VOCABULÁRIO FORMAL DA BAUHAUS E DESTACA A PRODUÇÃO DA ARQUITETURA BRASILEIRA
Saiba mais
Dom
18/Ago
Exposição Scorzelli Megabichos - Museu reúne instalações e obras inéditas de Marcos Scorzelli
Saiba mais
Seg
14/Out
MUSEU DA CHÁCARA DO CÉU APRESENTA EXPOSIÇÃO “MUNDO”, CRIADA ESPECIALMENTE PARA O PÚBLICO INFANTO-JUVENIL - Crianças passarão por uma passagem secreta e terão acesso pela primeira vez a objetos de viagem de Castro Maya.
Saiba mais
Sáb
26/Out
Mostra ‘Sob Ataque’ volta à revolução de 1924 para abordar as bombas reais e simbólicas que contam a história do bairro dos Campos Elíseos - Exposição, idealizada pelo Coletivo Garapa, abre-se ao público dia 26 de outubro e segue em cartaz até 15 de março na Casa da Imagem.
Saiba mais
Ter
19/Nov
EXPOSIÇÃO DE CILDO MEIRELES NO RIO É PRORROGADA ATÉ 29 DE FEVEREIRO - Mostra com obras de diversos períodos da carreira do artistacontinua em cartaz na galeria Mul.ti.plo.
Saiba mais
Dom
24/Nov
SURSUM CORDA - No dia 23 de novembro de 2019, a Capela do Morumbi, unidade vinculada ao Museu da Cidade de São Paulo e à Secretaria Municipal de Cultura, abre a instalação “Sursum corda”, de Carlos Eduardo Uchôa.
Saiba mais
Sex
29/Nov
EXPOSIÇÃO PANORÂMICA SOBRE A OBRA DE ANNA BELLA GEIGER - O MASP e o Sesc estão corealizando uma exposição panorâmica sobre a obra de Anna Bella Geiger (Rio de Janeiro, 1933), que abordará diversos períodos da trajetória da artista, incluindo trabalhos desde a década de 1950 até os anos 2000.
Saiba mais