Carregando... aguarde
O JARDIM DE AMELIA-2021-09-01 - Guia das Artes
O JARDIM DE AMELIA
Faltam 18872 dias para o início
O JARDIM DE AMELIA
Quando acontece
Quarta, 01 Setembro até Sexta, 05 Novembro
dom
seg
13:30
17:00
ter
13:30
17:00
qua
13:30
17:00
qui
13:30
17:00
sex
13:30
17:00
sab
Local
Pinacoteca Aldo Locatelli
Praça Montevidéu, 10 – Paço dos Açorianos Centro Histórico
Conteúdo

 

Exposição de Amelia Pastro Maristany na Pinacoteca Aldo Locatelli

A exposição “O Jardim de Amelia”, a ser aberta em 1º de setembro na Pinacoteca Aldo Locatelli, se baseia em uma investigação iniciada em 2014 quando Sílvia Livi, Rogério Livi e Marco Aurélio Biermann Pinto, colegas em um curso de curadoria no Atelier Livre, examinaram quadros com flores para realizar uma exposição. Tentando elucidar equívocos na identificação e na biografia da pintora Amelia Pastro Maristany, descobriram uma trama de informações desencontradas sobre ela em livros, catálogos e folhetos de exposições na imprensa nacional e estrangeira. A pesquisa gerou uma cronologia das numerosas atividades artísticas que demonstraram a relevância na História da Arte do Rio Grande do Sul de Amelia Pastro Maristany, pintora nascida em Porto Alegre em 1887 e que desde jovem se dedicou a cultivar e pintar flores. 

 

Um encontro decisivo

Há 101 anos, a jovem Amelia saiu de seu curso de bordado a máquina, atravessou a Rua da Praia e foi visitar a exposição do pintor espanhol Luis Maristany de Trias no Clube Caixeiral. Os jornais afirmavam que era a primeira exposição naquele estilo em Porto Alegre: “é impressionista, tem a graça leve e brilhante do colorido numa composição feita de audácias novas e de surpresas inéditas.”

Amelia, fascinada, viu o artista e ousou se aproximar. Luis ficou encantado com as perguntas inteligentes daquela moça bonita. Dizem que nesse mesmo dia a pediu em casamento. Após a cerimônia, em agosto de 1922, o casal seguiu a itinerância das exposições de Luis.

Em dezembro de 1923, Amelia apresentou a sua primeira exposição na Argentina. Desde então frequentou um universo artístico desenvolvido, em muito distinto do então existente em Porto Alegre, consolidando uma sólida carreira profissional como pintora. Foi elogiada na imprensa do Rio de Janeiro em 1925 e de São Paulo em 1926; após seguiu para a Europa e expôs na Itália e na Espanha. 

Após nascer sua filha Amelia Alice, em Buenos Aires em novembro de 1928, retornaram para a Espanha em 1930. Em Vigo os trinta quadros de Amelia retratando flores da Galícia receberam elogios: “Desta artista não se pode dizer que não sabe fazer mais que pinturinhas de convento. Sua fatura é vigorosa, varonil, valente, de amplas pinceladas de efeitos soberanos. Em suas flores há toda a vida que podem ter, ao despertar no jardim, beijadas pelo alentador orvalho matinal.” As notas da imprensa em todos os lugares destacavam a audácia de sua pintura.

Em 1938 o casal retornou definitivamente para Porto Alegre, onde Amelia Pastro Maristany expôs individualmente no Instituto de Belas Artes, nas galerias mais reconhecidas na época e em salões, recebendo comentários elogiosos na imprensa local.

A exposição na Pinacoteca

Integrada ao projeto “Mulheres, a Fonte”, promovido pela Coordenação de Artes Visuais da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre, a exposição contará com mais de trinta pinturas pertencentes às netas da artista, a colecionadores particulares, a Pinacoteca Barão de Santo Ângelo e a Pinacoteca Aldo Locatelli. Uma rara oportunidade de conhecer o trabalho de uma das primeiras pintoras profissionais de Porto Alegre – Amelia Pastro Maristany. 


Serviço:


O JARDIM DE AMELIA - curadoria Sílvia e Rogério Livi

visitação: 1º de setembro a 05 de novembro de 2021, segunda a sexta, das 13h30 às 17h

Pinacoteca Aldo Locatelli

Praça Montevidéu, 10 – Paço dos Açorianos

Centro Histórico – Porto Alegre

51 3289 3735 / acervo@portoalegre.rs.gov.br

 

redes sociais

Instagram: @artesvisuaispoa

Facebook: Coordenação de Artes Visuais

site: www.pinacotecaspoa.com

 

Para visitar a exposição

1ª) por agendamento via e-mail acervo@portoalegre.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 3289-3735, de grupos com até cinco (05) pessoas; para a reserva ser confirmada será necessário o fornecimento dos nomes completos e respectivos contatos telefônicos;

2ª) sem agendamento deverá ser respeitada a capacidade máxima de cinco (05) pessoas por horário, de modo que havendo reserva prévia por outro grupo, será necessária a espera no lado externo do prédio.

O visitante deverá se apresentar na recepção do Paço dos Açorianos com documento de identidade onde também será verificada a sua temperatura com termômetro eletrônico infravermelho. Caso apresente temperatura acima de 37,5° ou sintomas de gripe/resfriado, não poderá acessar o edifício

O uso correto de máscaras de proteção facial - cobrindo boca e nariz - para o ingresso e permanência na Pinacoteca será obrigatório (inclusive no momento das fotos e selfies). 

Haverá mediadores para garantir que a visita ocorra de forma segura.

Haverá dispensário com álcool gel na entrada do Paço para a higienização das mãos.

O distanciamento mínimo recomendado entre as pessoas será de 2 metros.

O tempo máximo de visitação será de 1h30.

Contato
+55 51 3289 3735

acervo@portoalegre.rs.gov.br
* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "Rio Grande do Sul"
Do Humus ao Homo -
Saiba mais
GaleriaBolsa de Arte - Rio Grande do Sul - A Galeria Bolsa de Arte de Porto Alegre iniciou suas atividades no ano de 1980.
Saiba mais
Galeria Carmen Medeiros -
Saiba mais
Galeria de Arte Mamute - A Galeria de Arte Mamute foi criada em 2012 com o objetivo de destacar a pesquisa poética em arte contemporânea e lançar jovens artistas em formação de carreira. Priorizando representar artistas gaúchos emergentes, a Mamute configura-se como uma plataform
Saiba mais
Memorial do Mercado Público - o Mercado Público comemora 146 anos de existência. Com suas paredes e bares centenários, o velho Mercado é um passeio na memória da história da cidade, com sua rica diversidade de cores, aromas e produtos, com aquele típico atendimento que só os mercados
Saiba mais
Memorial do Ministério Público - o Ministério Público é uma instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis
Saiba mais
Memorial do Rio Grande do Sul - O Memorial do Rio Grande do Sul foi criado através de um convênio entre o governo federal e o governo estadual, em setembro de 1996, como um centro histórico voltado para a preservação da cultura gaúcha.
Saiba mais
Museu Antropológico - O MARS tornou-se um centro dinâmico de pesquisas antropológicas e etnoarqueológicas, comunicando seu trabalho em exposições, seminários e cursos, entre outros.
Saiba mais
Museu da VARIG - Acervo: Modelos de aviões utilizados pela Varig, coleção de protótipos, de motores de aeronaves do período de 1927-1955 e os uniformes da empresa. Pode-se ter acesso à cabine do avião DC-3 e à cabine de passageiro de avião moderno.
Saiba mais
Museu de Arte do Rio Grande do Sul - MARGS é uma das mais importantes instituições culturais do Estado.
Saiba mais
Museu de Geologia - O Museu de Geologia da CPRM não se limita a exibir belos cristais ou exóticos arranjos de minerais.
Saiba mais