Carregando... aguarde
Pintura mural do século XVI, única em Portugal, descoberta em Picote - Guia das Artes
Pintura mural do século XVI, única em Portugal, descoberta em Picote
Pintura mural do século XVI, única em Portugal, descoberta em Picote
O painel de frescos com mais de quatro metros de comprimento e cinco de altura é um ciclo narrativo da vida de S. João Baptista. Único em Portugal, foi descoberto na capela de Santo Cristo, em Picote, na sequência das obras de restauro do altar-mor.
inserido em 2018-01-08 20:28:25
Conteúdo

Um fresco do primeiro quartel do século XVI foi descoberto na capela de Santo Cristo, em Picote no concelho de Miranda do Douro.

O painel, com mais de quatro metros de comprimento e cinco de altura, retrata episódios alusivos à figura de S. João Baptista, desde a visitação (encontro de Nossa Senhora com Santa Isabel) passando pelo baptismo de Jesus, até à decapitação do profeta.

A descoberta foi feita no âmbito de um pedido de intervenção no altar-mor do templo religioso.

“Quando chegamos à capela para o diagnóstico do retábulo, observamos que havia pintura mural por detrás, apesar de não ser muito visível”, conta à Renascença Lília Pereira da Silva, directora do Centro de Conservação e Restauro de Arte Sacra da diocese de Bragança-Miranda.

Em conjunto com a comissão fabriqueira e a comunidade “chegou-se à conclusão que só havia uma coisa lógica a fazer: a desmontagem do altar para saber qual a extensão do núcleo do mural”, prossegue a responsável.

O retábulo foi desmontado e, para surpresa dos técnicos, surgiu um grande e importante “painel decorativo do século XVI, cheio de cor, de vermelhos e ocres intensos e zonas decorativas com imitação do tecido da época, como brocados, de um lado e do outro, criando um certo ambiente de maior conforto, quase deslumbramento”, realça Joaquim Caetano, especialista em pintura mural.

António Pires, pároco de Picote e presidente da Comissão de Arte Sacra e Bens Culturais da diocese de Bragança-Miranda, mostra-se satisfeito com a “descoberta e pela intervenção bem conseguida”.

Também a vereadora da Câmara Municipal de Miranda do Douro, Anabela Torrão, diz-se “estupefacta com tamanha riqueza” e valoriza o “trabalho excepcional feito pelo Centro de Arte Sacra, pelos seus técnicos, de uma qualidade impressionante e que enriquece todo o património de Miranda do Douro”.

 

“Não podemos ter uma pintura com 400 anos com aspecto de ter sido feita ontem”

 

O conservador e historiador de arte, Joaquim Caetano, acredita tratar-se de “uma obra única, um ciclo único de João Baptista, em termos de pintura e de cenas representadas”.

Apesar de a pintura apresentar um bom estado de conservação, a intervenção, a cargo do Centro de Conservação e Restauro de Arte Sacra da diocese de Bragança-Miranda, passa por “repor as linhas de composição das molduras, dos fundos cromáticos e da cor”.

“Quanto às figuras, zonas onde não há certeza daquilo que estava lá, fica a lacuna, mas vamos tratá-las com um tom neutro, de modo a que, numa primeira leitura, não seja o elemento mais visível”, explica Joaquim Caetano.

Para o técnico, é fundamental respeitar a obra de arte, porque, diz, “as coisas têm um tempo, têm uma vida. Hoje não podemos ter uma pintura com 400 anos com aspecto de ter sido feita ontem. Isto é quase um acto de iconoclasta. É desvirtuar aquilo que é a autenticidade daquela peça”, realça.

E mais uma pedra de ara e uma estela funerária

Além da pintura mural, no templo foram descobertas “uma pedra de ara e uma estela funerária”, revela a directora do Centro de Conservação e Restauro de Arte Sacra, adiantando que este “património pode ser deslocalizado para o centro interpretativo de Picote ou ficar na capela”.

Técnicos da Direcção-Regional de Cultura do Norte já visitaram o local e tomaram contacto com as descobertas, manifestando “uma grande vontade em classificar aquele sítio como património de interesse público”, avança Lília Pereira da Silva, sublinhando que “é importante esta classificação e tem tudo para o ser”.

Luís Preto, da Comissão Fabriqueira da paróquia de Picote, considera a descoberta e a possibilidade de classificação “uma riqueza para a aldeia que é rica em património e já integra as Aldeias de Portugal”.

A capela de Santo Cristo, onde foi descoberta e está a ser conservada a pintura mural do século XVI, desempenhou o papel de igreja paroquial de Picote até à construção da acual igreja.

Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
01/Jan
ESCULTURAS NO PARQUE DA LUZ- O Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, conta com área de aproximadamente 113 mil m² . Foi criado como horto botânico por uma Ordem Régia da Coroa Portuguesa em 19 de novembro de 1798 foi aberto ao público em 1825 como Jardim Botânico já no
Saiba mais
Ter
07/Jan
GALERIA TÁTIL- A Pinacoteca do Estado apresenta exposição com 12 esculturas táteis, em bronze, que fazem parte do acervo do museu. A seleção das obras foi realizada considerando a indicação do público com deficiências visuais que participou de visitas orientadas ao acer
Saiba mais
Seg
07/Jul
Galeria Tatil na Pinacoteca de Sâo Paulo - A Pinacoteca do Estado apresenta exposição com 12 esculturas táteis, em bronze, que fazem parte do acervo do museu
Saiba mais
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Sáb
22/Out
Galeria José e Paulina Nemirovsky - Arte Moderna - A mostra é uma reorganização e ampliação da exposição sobre o Modernismo.
Saiba mais
Dom
27/Ago
Arte no Brasil: Uma história na Pinacoteca de São Paulo. Vanguarda brasileira dos anos 1960 - Coleção Roger Wright - A mostra de longa duração celebra o comodato de 178 obras estabelecido em março de 2015 entre a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a Pinacoteca e a Associação Cultural Goivos, responsável pela Coleção Roger Wright.
Saiba mais
Sáb
02/Set
No Subúrbio da Modernidade - Di Cavalcanti 120 anos - Um dos mais importantes artistas do modernismo brasileiro, Emiliano Di Cavalcanti será tema de mostra retrospectiva na Pinacoteca de São Paulo.
Saiba mais
Sáb
02/Set
No subúrbio da modernidade - Di Cavalcanti 120 anos - Mostra de Di Cavalcanti em SP exibe mais de 200 obras do artista.
Saiba mais
Qua
06/Set
Renato Russo - No dia 6 de setembro, o MIS inaugura uma das exposições mais aguardadas do ano.
Saiba mais