Carregando... aguarde
Fotografia “Le Violon d'Ingres”, de Man Ray, vendida por 12 milhões - Guia das Artes
Fotografia “Le Violon d'Ingres”, de Man Ray, vendida por 12 milhões
Fotografia “Le Violon d'Ingres”, de Man Ray, vendida por 12 milhões
inserido em 2022-06-24 18:20:51
Conteúdo

 

O famoso "Le Violon d'Ingres", de Man Ray, fez história no sábado ao tornar-se a fotografia mais cara alguma vez vendida em leilão.

A imagem a preto e branco, tirada em 1924 pelo artista surrealista americano, transforma o corpo nu de uma mulher num violino, sobrepondo a imagem das suas costas com buracos-f.

A impressão original da obra-prima, amplamente considerada a obra mais famosa de Man Ray, foi vendida por 12,4 milhões de dólares [11,9 milhões de euros ao câmbio atual], superando as estimativas de venda. Antes da venda, esperava-se que ela arrecadasse entre cinco e sete milhões de dólares, o que já era a estimativa mais alta para uma única fotografia na história do leilão, de acordo com a Christie's, que intermediou a venda da obra.

Ray, nascido Emmanuel Radnitzky, viveu entre 1890 e 1976. Foi um membro-chave dos movimentos Dada e Surrealismo e o seu "Le Violon d'Ingres" foi o melhor lote da coleção de Rosalind Gersten Jacobs e Melvin Jacobs, empresários da grande distribuição e colecionadores de arte, que tinham laços com círculos surrealistas.

De acordo com a Christie's, o casal de Nova Iorque adquiriu a peça de Ray em 1962. Ela seria vendida ao lado de outras obras de arte, fotografias, joias e pósteres, da sua coleção de arte acumulada ao longo de décadas.

Jacobs, ex-presidente da Saks Fifth Avenue, morreu em 1993 aos 67 anos. A sua mulher, Rosalind Gersten Jacobs, executiva de longa data da Macy's, morreu em 2019 aos 94 anos. A filha do casal e executora da sua propriedade, Peggy Jacobs Bader, disse em comunicado antes da venda que cada peça da coleção "tem uma história única e íntima por trás", refletindo o "espírito alegre do relacionamento dos meus pais".

Antes do leilão, Darius Himes, chefe internacional de fotografias da Christie's, qualificou a fotografia como "uma das obras mais icónicas do Século XX". Em comunicado, acrescentou que "esta sedutora imagem surrealista é o resultado de um processo único e manipulado à mão de câmara escura."

Darius Himes acrescentou: "O alcance e a influência da imagem, ao mesmo tempo romântica, misteriosa, maliciosa e divertida, captou as mentes de toda a gente durante quase 100 anos. Como trabalho fotográfico, não tem precedentes no mercado".

Outras peças de destaque no leilão de Nova York Iorque incluíram Mars, de Vija Celmins, que foi arrematada por 1,26 milhões de dólares [1,2 milhões de euros].

Antes da venda, o recorde do leilão para a fotografia mais cara era de "Rhine II", de Andreas Gursky, que foi vendida pela Christie's em 2011 por 4,3 milhões de dólares [4,1 milhões de euros].

 

Fonte: CNN

Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Sáb
04/Dez
"Abdias Nascimento, Tunga e o Museu de Arte Negra" -
Saiba mais
Sáb
22/Jan
“Modernismo. Destaques do acervo“ - Pinacoteca celebra os 100 anos da Semana de Arte Moderna com nova exposição
Saiba mais
Sex
25/Mar
‘Espuma Delirante’ de Rafael Silveira, com curadoria de Baixo Ribeiro -
Saiba mais
Qui
02/Jun
“DESENHOS. geometria imperfeita / cavidades dilatadas” -
Saiba mais
Sex
03/Jun
Ivan Serpa & Amigos - Rio de Janeiro ganha nova galeria de arte em Copacabana
Saiba mais
Qua
29/Jun
Portinari Raros -
Saiba mais
Ter
05/Jul
Do Mar ao Tempo - uma coletânea do azul - Tartaglia Arte apresenta "Do Mar ao Tempo - uma coletânea do azul", individual de Mary Dutra, no Museu Naval, RJ
Saiba mais
Qui
14/Jul
"Sobre pássaros, sinapses e ervas energéticas"- Artista catarinense que costura fatos e fábulas, traz retrospectiva de sua trajetória às paredes do Museu de Arte de Santa Catarina a partir desta quinta-feira (14).
Saiba mais