Carregando... aguarde
Anaqronias-2024-04-25 - Guia das Artes
Anaqronías
Evento encerrado
Anaqronías
Quando aconteceu
Quinta, 25 Abril até Sábado, 01 Junho
Local
Instituto Cervantes de São Paulo
Av. Paulista, 2439
Conteúdo

 

“Anaqronías”

Exposição de fotografías do espanhol Juan Cerón inaugura  no Instituto Cervantes de São Paulo e faz uma abordagem

ao romance “Dom Quixote” em comemoração ao mês do livro

Em comemoração ao mês do livro, o Instituto Cervantes de São Paulo inaugura a exposição "Anaqronías" do fotógrafo espanhol Juan Cerón, no dia 25 de abril. Após um longo processo de conceitualização e diferentes trabalhos que lhe permitiram avançar artisticamente,  "Anaqronías" é seu segundo projeto pessoal, cujo percurso o levou a expor em vários países de três continentes, como Espanha, Itália, Reino Unido, Alemanha, China, México, República Dominicana chegando, finalmente, ao Brasil.

 

Trata-se de uma interpretação fotográfica contemporânea baseada em um estudo documentado do romance "Dom Quixote", de Miguel de Cervantes, como explica Juan Céron:

“Tentei resgatar dos recantos mais profundos da obra aqueles personagens de caráter secundário, terciário, imaginário... e trasladá-los para a realidade fotográfica, dotando-os de uma anacronia, de um elemento anacrônico sempre relacionado ao papel do personagem no romance, que nos leve da imagem pictórica inicialmente pretendida a uma imagem atual, de nosso tempo, brincando assim com a anacronia como um erro estético necessário e intencional”.

 

Sob esquemas de luz e composição inspirados nos mais destacados pintores do realismo barroco do século XVII - Caravaggio, Bernini, Rembrandt, Vermeer, Ribera - "Anaqronías" assume o duplo desafio de confrontar, por um lado, o romance mais importante de todos os tempos com o rigor e o respeito que merece e, por outro, dar forma e figura a uma série de personagens dos quais, em alguns casos, não há nenhuma evidência documental através de pinturas, desenhos ou gravuras e que permaneceram encerrados no romance, esperando pacientemente por mais de 400 anos.

 

Saiba mais sobre Juan Cerón (Bochum, 1973)

Juan Cerón entra em contato com o mundo da fotografia no início de 2007, quando, tendo em suas mãos sua primeira câmera DSLR, entende a fotografia como um poderoso instrumento de comunicação visual e criação artística, com o qual, além de poder capturar o momento, ele pode ser abordado através de uma história para contar e compartilhar.

De formação principalmente autodidata, desde 2015 tem realizado várias exposições individuais com seu primeiro trabalho fotográfico "Onde Habita o Esquecimento", pelo qual foi pré-selecionado para fazer parte de uma representação de artistas no âmbito do PhotoEspaña. Participou como palestrante de diversas conferências e oficinas em muitos espaços culturais espanhóis e internacionais, bem como congressos de fotografia contemporânea. Fez parte do júri para a EGADE Business School de Monterrey (México).

 

Serviço

“Anaqronías”
Fotos de Juan Cerón

Abertura: quinta-feira, dia 25 de abril, às 18h

Local: Instituto Cervantes de São Paulo
Endereço: Av. Paulista, 2439

Visitação: de 26 de abril a 1º de junho de 2024

Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 20h; aos sábados, das 10h às 14h

* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "São Paulo"
"Tempos Fraturados" - MAC-USP completa 60 anos com nova exposição
Saiba mais
Acabou e Nem Falamos de Amor -
Saiba mais
Ars Sonora – Hermeto Pascoal-
Saiba mais
Arte Infinita - Nascida em uma família de colecionadores, cuja mãe manteve durante 25 anos uma galeria dedicada a incentivar a escultura, Viviane Teperman inaugurou em 2001 a Arte Infinita Galeria.
Saiba mais
Casa Amarela Leilões de Arte - Casa Amarela Leilões de Arte" atuando no mercado de arte de São Paulo desde 1989 e no Distrito Federal desde 1994, especializada em leilões de arte e residenciais.
Saiba mais
DemocrArt -
Saiba mais
Galeria Cia Paulista -
Saiba mais
Galeria Leme - Desde a sua abertura em novembro de 2004, a Galeria Leme apresenta um programa inovador na cena da arte Brasileira, representando artistas brasileiros e internacionais, frequentemente convidados a criar e produzir novos e ambiciosos projetos no prédio de
Saiba mais
Galeria Luisa Strina - A história da Galeria Luisa Strina, a mais antiga galeria de arte contemporânea de São Paulo, se mistura com a trajetória profissional de Luisa Strina.
Saiba mais
Galeria Millan - Quando de sua fundação, em 1986, a Galeria Millan buscava apresentar relações entre a produção dos artistas contemporâneos que representava e os artistas modernos que influenciaram sua formação.
Saiba mais
Galeria Vermelho - Após treze anos de existência, a Vermelho estabeleceu-se como uma alternativa à rigidez dos espaços comerciais dedicados à arte, ao incentivar novas ideias e discursos desenvolvidos por artistas emergentes e já estabelecidos.
Saiba mais
História Errada -
Saiba mais
Janelas -
Saiba mais
Luciana Brito Galeria - Quinze anos depois de inovar a cena artística paulistana com seu espaço na Vila Olímpia – um dos primeiros a ser projetado por um escritório de arquitetura já tendo em vista as necessidades de uma galeria de arte contemporânea –, a Luciana Brito Galeria s
Saiba mais
Quase Circo, de Carmela Gross -
Saiba mais
Von Brusky Escritório de Arte -
Saiba mais