Carregando... aguarde
Tecido Social, de Alberto Pereira - Guia das Artes
Tecido Social, de Alberto Pereira
Tecido Social, de Alberto Pereira
inserido em 2023-11-14 20:10:59
Conteúdo

 

Lambe-lambe de 30 m² é produzido em telhado, em Vila Kennedy

 

A convite do Stanley Center, Alberto Pereira reflete sobre a violência em massa com a obra Tecido Social



O artista plástico e comunicador visual, Alberto Pereira, produziu na última segunda-feira, dia 6 de novembro, mais um de seus trabalhos que envolvem a técnica do lambe-lambe. Reconhecido por utilizar a técnica para discutir temas, como identidade, o lugar do artista no mercado da arte e o uso das cidades e territórios o artista produziu no telhado de uma residência, em Vila Kennedy, “Tecido Social”um lambe-lambe criado a partir de estudos do artista sobre a violência e, também, fruto de uma vivência a convite do Stanley, CRIES e Kroc Institute, em Barcelona.

Com uma equipe toda formada por moradores desse bairro, “Tecido Social” possui o tamanho de 30m² e foi produzido telhado fazendo alusão à violência crônica e multidimensional, que está sempre entre nós e, sobretudo, em um escala acima de nós, para além da nossa visão. A escolha do local tem influência com seu histórico de violência e de vulnerabilidade social, observada desde o início de sua criação, na década de 1960.  

"O convite parte de uma vontade de falar sobre o tema a partir de outras óticas e saberes; unir duas linguagens distintas (academia e rua) e criar uma terceira. E talvez entender que falam a mesma língua, mas se expressam diferente" - Carolina Herszenhut, diretora da Aborda.

A criação do trabalho surgiu a partir de sua estadia de uma semana em Barcelona junto ao Stanley Center for Peace and Security, o Laboratório de Violência, Desigualdade e Poder do Kroc Institute for Peace and Justice da Universidade de San Diego e a CRIES (Coordenadora Regional de Pesquisa Econômica e Social) para um encontro focado em elaborar uma publicação com a finalidade de aprofundar estudos relacionados a Violência em Massa Baseada em Identidade nos contextos urbanos. Depois da elaboração de estudos de caso e encontros fechados estabeleceu-se que, entre 2022 e 2023, os grupos iriam desdobrar seus estudos com trabalhos. Para a participação do material, o artista optou por realizar esta intervenção. 

“O nome da obra é “Tecido Social” como resultante das discussões dos encontros que tive com os editores, autores, outros implicadores e o próprio objetivo da publicação em si, de não só tecer diagnósticos sociais, como também apontar caminhos e possibilidades de retração das violências. A minha análise ao ver estudiosos, diversos objetos e estudos de caso, vindos de 41 profissionais, de 14 países distintos, 4 continentes, realidades e condições sociais completamente distintas, foi pensar se cabe um espaço de proteção e dignidade para todos. Longe de encontrar as respostas, mas com a intenção de provocar reflexão, a intervenção urbana para além da materialidade da obra propõe uma pergunta: até onde cobre o tecido social?”, declara o artista. 

 

Sobre Alberto Pereira:

"Ao encontrar uma voz, a imagem experimenta uma forma de enquadrar-se, um deslocamento contextual que traz à luz significados potenciais em que ninguém pensava antes da imagem ser recontextualizada dessa maneira." - tradução livre de Maxime Boidy (2017), Les Études Visuelles. Saint Denis: PUV, citado em FRANCISCO, Carla. « Alberto Pereira, un « Black artist » brésilien ». Dans : Visual Slavery, [En ligne], mis en ligne le 27 sept. 2018.

Disponible sur: https://imageslavery.hypotheses.org/285.

Alberto Pereira é artista visual por vocação, com formação em Comunicação Social pela PUC-Rio e Design Gráfico no SENAI Artes Gráficas. Nascido no Rio de Janeiro, foi criado entre Niterói, Rio, Brasília e Angra dos Reis. Sua pesquisa artística utiliza abordagens baseadas na Colagem e na Semiótica, onde estudo, técnica e linguagem alinham-se em composições digitais, palavras e lambe-lambe, vertente da arte urbana que utiliza o papel como ferramenta, plataforma e material de expressão. Seus trabalhos foram apresentados em exposições individuais, coletivas, festivais de arte digital, urbana, chamadas públicas independentes e salões de arte contemporânea em países como Argentina, Brasil, Egito, França, Itália e Líbano. Sendo um dos principais nomes na técnica dos lambe-lambe no país, em 2016 criou a rede Lambes Brasil, focada na divulgação, valorização e produção de eventos e oportunidades aos artistas de rua produtores de lambe-lambe em território nacional. A rede co-produziu eventos na Argentina, Brasil, Egito, Líbano além de promover iniciativas independentes em Manaus (AM), Macaíba (RN), Goiânia (GO), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

Alberto Pereira é um artista agenciado pela Aborda.

Sobre Aborda:

Aborda é uma plataforma de gestão de carreiras de artistas, que valoriza o mercado da arte visual no brasil e está atenta e ativa nas transformações desse segmento.

A partir de uma Nova Jornada da Arte a plataforma cria uma ponte entre o artista e as organizações, além das novas mídias, empresas, colaborações, festivais e outros. Aborda está dentro da cena criativa e mantém um diálogo aberto com os artistas e um olhar 360 do segmento e das transformações do mercado, criando novas fórmulas de diálogo e conhecendo todas as etapas dessa nova jornada. Assim, a plataforma amplia a experiência entre pessoas e marcas através da arte, proporcionando experiências culturais e diálogos com diferentes públicos.

Serviço: Tecido Social, de Alberto Pereira

Site https://www.albertopereira.com.br/

Instagram:https://www.instagram.com/albertopereira/

Stanley Center: https://stanleycenter.org/

Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Ter
08/Nov
MAAT: ORDEM E EQUILÍBRIO NO EGITO ANTIGO - O símbolo da ordem, do equilíbrio e da justiça está representado na nova exposição do Museu Egípcio e Rosacruz Tutankhamon que revela o modo como os egípcios entendiam o funcionamento do mundo, pois, para eles, dependia diretamente da deusa Maat.
Saiba mais
Qui
09/Fev
Galeria Paiva Frade - 2023-02-09 - O modernismo do inicio de século XX
Saiba mais
Dom
19/Mar
"Tempos Fraturados" - MAC-USP completa 60 anos com nova exposição
Saiba mais
Qua
28/Fev
Hiromi Nagakura até a Amazônia com Ailton Krenak -
Saiba mais
Sex
22/Mar
“TOPIARIUS” - Vanessa Freitag -
Saiba mais
Sáb
23/Mar
HACKEANDO O PODER -
Saiba mais
Ter
26/Mar
Quase Circo, de Carmela Gross -
Saiba mais
Sex
05/Abr
EXPOSIÇÃO BLOCO DO PRAZER -
Saiba mais