Carregando... aguarde
O novo museu na Bahia dedicado às cadeiras brasileiras - Guia das Artes
O novo museu na Bahia dedicado às cadeiras brasileiras
O novo museu na Bahia dedicado às cadeiras brasileiras
Inaugurado em cidade histórica baiana, museu reúne peças de artistas como Aida Boal e Irmãos Campana
inserido em 2019-12-10 12:14:42
Conteúdo

 

Inaugurado em cidade histórica baiana, museu reúne peças de artistas como Aida Boal e Irmãos Campana


Fundamentais no cotidiano e ícones em potencial na carreira de um designer, as cadeiras documentam a cultura material de uma época e lugar, revelando aspectos relativos à função, status social daqueles que a ocuparam e às próprias tendências do design da época.

Inaugurado no fim de 2018, o Museu das Cadeiras Brasileiras ocupa o casarão que costumava abrigar a sede do Sindicato Rural de Belmonte, município do litoral sul da Bahia.

Foi nesse endereço que nasceu e residiu até os 17 anos José Zanine Caldas (1919-2001), maquetista, moveleiro e arquiteto – e um dos mais importantes designers brasileiros.

“Além da atuação como maquetista de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, e de projetar com extremo respeito aos contornos da natureza, Zanine Caldas foi um notável designer. Pioneiro da indústria moveleira moderna, amante das madeiras nacionais, na década de 1970, ele se dedicou ao design artesanal e às formas brutas, essenciais”, descreve uma reportagem da revista Casa Vogue.
O museu, que abrigará também desenhos, peças de mobiliário, fotografias e maquetes de Zanine, é um projeto de seu filho, o também designer Zanini de Zanine, em parceria com Daniel Katz, da Katz Construções, e com a Secretaria de Cultura e Turismo de Belmonte.

A organização do acervo ficou a cargo de Christian Larsen, curador do The Metropolitan Museum of Art de Nova York. Ele conta com dezenas de peças de designers brasileiros como Humberto Campana, Paulo Alves, Carlos Vergara, Aida Boal, Joaquim Tenreiro, Carol Gay, Claudia Moreira Salles, Domingos Totora, Estevão Toledo, Etel Carmona, Fernando Mendes e Flávio Franco.

Ao jornal baiano Correio, Zanini de Zanine disse que a ideia é transformar o espaço em um centro de referência para estudantes e profissionais de arquitetura e design e em endereço da produção do design brasileiro: segundo ele, monitores estão recebendo treinamento e uma grade de cursos e residências artísticas a serem oferecidos pelo museu estão sendo desenvolvidas.

Fotos
Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
01/Jan
ESCULTURAS NO PARQUE DA LUZ- O Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, conta com área de aproximadamente 113 mil m² . Foi criado como horto botânico por uma Ordem Régia da Coroa Portuguesa em 19 de novembro de 1798 foi aberto ao público em 1825 como Jardim Botânico já no
Saiba mais
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais