Carregando... aguarde
Cinco pinturas de antigos mestres roubadas no mais notável assalto à arte da Alemanha Oriental são recuperadas após 40 anos - Guia das Artes
Cinco pinturas de antigos mestres roubadas no mais notável assalto à arte da Alemanha Oriental são recuperadas após 40 anos
Cinco pinturas de antigos mestres roubadas no mais notável assalto à arte da Alemanha Oriental são recuperadas após 40 anos
As pinturas estão retornando a um palácio barroco que foi contrabandeado para a Alemanha Ocidental na década de 1980.
inserido em 2020-01-20 19:03:00
Conteúdo

 

Quando o prefeito de uma cidade alemã recebeu uma fotografia no ano passado de uma pintura pendurada na parede da sala, ele reconheceu o trabalho imediatamente.

Foi uma das cinco pinturas dos Velhos Mestres roubadas do palácio Friedenstein em Gotha, há quase 40 anos, em um roubo audacioso que a polícia da Alemanha Oriental temia não resolver.

O prefeito Knut Kreuch negociou o retorno seguro das pinturas, negociando através de intermediários que atuam em nome de vendedores anônimos que inicialmente exigiam milhões de euros pelas pinturas. No que foi descrito como um “golpe de mestre”, o grupo foi discretamente devolvido em setembro passado, chegando em Berlim de van e nenhum resgate foi pago.

Na semana passada, as cinco pinturas foram reveladas e a operação para recuperá-las foi revelada. Nesta semana, eles aparecem no Schloss Friedenstein, do qual foram roubados em 1979.

As pinturas perdidas há muito tempo são um retrato de Frans Hals, uma pintura de Hans Holbein, o Velho, uma obra que Jan Lievens pensava ser e uma paisagem da oficina de Jan Brueghel, o Velho. A quinta pintura é uma cópia de um artista desconhecido de um auto-retrato de Van Dyck. Todas as pinturas datam de meados do século XVI ao século XVII. O Art Newspaper relata seu valor em cerca de € 4 milhões (US $ 4,4 milhões).
Não está claro se as autoridades não estão dispostas ou não conseguem dizer quem eles suspeitam ter roubado as pinturas além do fato de serem residentes alemães. Acredita-se que eles foram contrabandeados para a Alemanha Ocidental na década de 1980 e, portanto, passaram pela Cortina de Ferro.

O chamado roubo a Gotha foi o maior roubo de arte individual já realizado na antiga República Democrática Alemã. O país ficou atordoado quando as obras desapareceram no início da manhã de 14 de dezembro de 1979. A polícia não conseguiu recuperar as pinturas, apesar de interrogar mais de 1.000 pessoas, incluindo os funcionários do palácio e suas famílias.

Desde o seu retorno em setembro, as pinturas foram autenticadas por especialistas do Laboratório de Pesquisa Rathgen dos Museus do Estado de Berlim como as roubadas do castelo.
Bodo Ramelow, ministro-presidente do Estado Livre da Turíngia, disse que o retorno da pintura preenche "uma dolorosa lacuna no edifício histórico", referindo-se ao antigo palácio barroco, que data do século XVII.

A Ernst von Siemens Art Foundation forneceu cerca de € 50.000 (US $ 55.000) para os custos de advogados e logística. Seu secretário geral, Martin Hoernes, enfatizou: “Não há dinheiro para ladrões. Você não faz isso ”, relata o Sueddeutsches Zeitung. Os clientes do advogado exigiram inicialmente 5,25 milhões de euros (US $ 5,8 milhões), segundo o jornal Der Spiegel.

As obras serão exibidas no Schloss Friedenstein em Gotha nos próximos seis dias antes de serem restauradas. Uma exposição que conta a história do roubo e a improvável recuperação das pinturas está sendo planejada para 2021.

Fotos
Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
01/Jan
ESCULTURAS NO PARQUE DA LUZ- O Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, conta com área de aproximadamente 113 mil m² . Foi criado como horto botânico por uma Ordem Régia da Coroa Portuguesa em 19 de novembro de 1798 foi aberto ao público em 1825 como Jardim Botânico já no
Saiba mais
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Sáb
17/Ago
Exposição: Sotaques Paulistanos da Bauhaus por Leonardo Finotti - A MOSTRA DESENVOLVIDA PELO FOTÓGRAFO LEONARDO FINOTTI ESTIMULA NOVOS OLHARES AO VOCABULÁRIO FORMAL DA BAUHAUS E DESTACA A PRODUÇÃO DA ARQUITETURA BRASILEIRA
Saiba mais
Dom
18/Ago
Exposição Scorzelli Megabichos - Museu reúne instalações e obras inéditas de Marcos Scorzelli
Saiba mais
Seg
14/Out
MUSEU DA CHÁCARA DO CÉU APRESENTA EXPOSIÇÃO “MUNDO”, CRIADA ESPECIALMENTE PARA O PÚBLICO INFANTO-JUVENIL - Crianças passarão por uma passagem secreta e terão acesso pela primeira vez a objetos de viagem de Castro Maya.
Saiba mais
Sáb
26/Out
Mostra ‘Sob Ataque’ volta à revolução de 1924 para abordar as bombas reais e simbólicas que contam a história do bairro dos Campos Elíseos - Exposição, idealizada pelo Coletivo Garapa, abre-se ao público dia 26 de outubro e segue em cartaz até 15 de março na Casa da Imagem.
Saiba mais
Ter
19/Nov
EXPOSIÇÃO DE CILDO MEIRELES NO RIO É PRORROGADA ATÉ 29 DE FEVEREIRO - Mostra com obras de diversos períodos da carreira do artistacontinua em cartaz na galeria Mul.ti.plo.
Saiba mais
Dom
24/Nov
SURSUM CORDA - No dia 23 de novembro de 2019, a Capela do Morumbi, unidade vinculada ao Museu da Cidade de São Paulo e à Secretaria Municipal de Cultura, abre a instalação “Sursum corda”, de Carlos Eduardo Uchôa.
Saiba mais
Sex
29/Nov
EXPOSIÇÃO PANORÂMICA SOBRE A OBRA DE ANNA BELLA GEIGER - O MASP e o Sesc estão corealizando uma exposição panorâmica sobre a obra de Anna Bella Geiger (Rio de Janeiro, 1933), que abordará diversos períodos da trajetória da artista, incluindo trabalhos desde a década de 1950 até os anos 2000.
Saiba mais