Carregando... aguarde
Artista plástico Antonio Dias morre no Rio aos 74 anos - Guia das Artes
Artista plástico Antonio Dias morre no Rio aos 74 anos
Artista plástico Antonio Dias morre no Rio aos 74 anos
Paraibano se tratava de um tumor no cérebro. Ele criou na Europa uma série de trabalhos que o tornaram um dos principais nomes da arte brasileira.
inserido em 2018-08-03 19:41:06
Conteúdo

 

Aos 74 anos de idade, o artista plástico Antônio Dias foi vencido nesta quarta-feira (1º), no Rio, pela batalha que travava contra um tumor cerebral.

Era ainda um jovem de mente livre e pensamento pulsante. Sinal de problemas naquele tempo. Quando Antonio Dias, embarcou com destino à Paris, em 1965, o Brasil já vivia uma ditadura.

Não era bem um exílio. O artista que aprendeu a desenhar com os modernistas nos anos 50 tinha recebido uma bolsa para estudar na França e por lá ficou.

Criou na Europa uma série de trabalhos que fizeram dele nos anos seguintes um dos principais nomes da história da arte brasileira.

Tendo a França como trampolim, Antonio Dias saltou para o mundo. O paraibano de Campina Grande foi parar até em Katmandu, no Nepal, só para descobrir novos jeitos de fazer papel e tinta.

Preto no branco, a verdade é que a arte de Antonio Dias extrapola as dimensões normais de uma tela. Além de pintar, ele ainda produzia esculturas e gostava de experimentar usando vídeos.

Nessa longa trajetória, foi tema de mais de uma centena de exposições. No mercado das artes, suas obras sempre foram muito bem avaliadas e negociadas.

Mas o artista, que vivia de dar aulas, dizia não dar muita atenção para essas coisas. Antonio Dias queria manter as rédeas firmes. Dizia que era artista para ser, antes de tudo, independente.

“Para a arte brasileira ele deixou esse compromisso de cada um querer fazer melhor e não se acomodar”, diz a galerista Nara Roesler.

 

Fonte: G1

Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
01/Jan
ESCULTURAS NO PARQUE DA LUZ- O Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, conta com área de aproximadamente 113 mil m² . Foi criado como horto botânico por uma Ordem Régia da Coroa Portuguesa em 19 de novembro de 1798 foi aberto ao público em 1825 como Jardim Botânico já no
Saiba mais
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Sáb
17/Ago
Exposição: Sotaques Paulistanos da Bauhaus por Leonardo Finotti - A MOSTRA DESENVOLVIDA PELO FOTÓGRAFO LEONARDO FINOTTI ESTIMULA NOVOS OLHARES AO VOCABULÁRIO FORMAL DA BAUHAUS E DESTACA A PRODUÇÃO DA ARQUITETURA BRASILEIRA
Saiba mais
Dom
18/Ago
Exposição Scorzelli Megabichos - Museu reúne instalações e obras inéditas de Marcos Scorzelli
Saiba mais
Seg
14/Out
MUSEU DA CHÁCARA DO CÉU APRESENTA EXPOSIÇÃO “MUNDO”, CRIADA ESPECIALMENTE PARA O PÚBLICO INFANTO-JUVENIL - Crianças passarão por uma passagem secreta e terão acesso pela primeira vez a objetos de viagem de Castro Maya.
Saiba mais
Sáb
26/Out
Mostra ‘Sob Ataque’ volta à revolução de 1924 para abordar as bombas reais e simbólicas que contam a história do bairro dos Campos Elíseos - Exposição, idealizada pelo Coletivo Garapa, abre-se ao público dia 26 de outubro e segue em cartaz até 15 de março na Casa da Imagem.
Saiba mais
Ter
19/Nov
EXPOSIÇÃO DE CILDO MEIRELES NO RIO É PRORROGADA ATÉ 29 DE FEVEREIRO - Mostra com obras de diversos períodos da carreira do artistacontinua em cartaz na galeria Mul.ti.plo.
Saiba mais
Dom
24/Nov
SURSUM CORDA - No dia 23 de novembro de 2019, a Capela do Morumbi, unidade vinculada ao Museu da Cidade de São Paulo e à Secretaria Municipal de Cultura, abre a instalação “Sursum corda”, de Carlos Eduardo Uchôa.
Saiba mais
Sex
29/Nov
EXPOSIÇÃO PANORÂMICA SOBRE A OBRA DE ANNA BELLA GEIGER - O MASP e o Sesc estão corealizando uma exposição panorâmica sobre a obra de Anna Bella Geiger (Rio de Janeiro, 1933), que abordará diversos períodos da trajetória da artista, incluindo trabalhos desde a década de 1950 até os anos 2000.
Saiba mais