Carregando... aguarde
Siron Franco - Guia das Artes
Siron Franco
Informações
Nome:
Siron Franco
Faleceu:
Biografia

Estudou pintura com D.J.Oliveira e Clebe Gouvêa em 1960 quando também é aluno-ouvinte da Escola de Belas Artes da Universiade Católica de Goiás, em Goiânia. Em São Paulo, entre 1969 e 1971, integra o grupo que faz a exposição Surrealismo e Arte Fantástica, na Galeria Seta e frequenta os ateliês de Walter Levy e Bernardo Cid. Reside entre a Europa e o Brasil, em 1975 em razão de prêmio viagem ao exterior. Em 1979, realiza interferências urbanas em Goiânia dando inicio ao projeto Ver-A-Cidade. Faz a direção de arte do documentário Xingu premiado com a medalha de ouro do Festival Internacional de Televisão de Seul, dirigido por Washington Novaes, entre 1985 e 1987. Realiza monumentos bíblicos baseados na realidade social do país desde 1986. Nos anos 1990 entre 1992 e 1997 faz ilustração de diversos livros.
Sua pintura tem sido associada, pelos críticos, ao artista inglês Francis Bacon (1909-1992), por suas dimesões que remetem ao terror. Pinta figuras sinistras, sem traços distintivos e disformes. Opta por uma paleta de cores escura, onde predominam o vermelho e o marrom, e costuma empregar plano de fundo negro aos quadros. O artista cria superfícies sensuais e abíguas que escondem certa violência e crueladade necessárias para sua produção, como as obras da série Pele. Por sua vez, a série Césio, baseada no acidente radioativo ocorrido em Goiânia nos anos 1980, o pintor comenta a tragédia com pigementos restritos.
As obras do fim dos anos 1990 têm uma figuração mais evidente. São utilizados grandes planos cromáticos, as obras são mais abstratas, e as técnicas diversa: transitam entre desenhos, grafismos e colagens. Siron inova na forma, na sátira e na abordagem de questões políticas e sociais, entre os quais, a defesa dos direitos e dos povos indígenas e a ecologia.

Cronologia

Realizou, entre outras mostras individuais, as seguintes:
1967 – Hotel Bandeirantes, Goiânia, GO.
1969 – Fundação Cultural do Distrito Federal, Brasília, DF.
1973 – Galeria Guignard, Porto Alegre, RS.
1974 – Petite Galerie, Rio de Janeiro, RJ.
1975 – Galeria Oscar Seraphico, Brasília, DF; Galeria Cosme Velho, São Paulo, SP.
1976 – Oficina de Arte, Porto Alegre, RS.
1977 – Embaixada do Brasil na Itália, Roma.
1978 – Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ.
1979 – Galeria Casa Grande, Goiânia, GO.
1980 – Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador, BA; Museu de Arte de São Paulo, MASP, SP.
1981 - Ranulpho Galeria de Arte, Recife, PE.
1982 – Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ.
1983 – Galeria Ida e Anita, Curitiba, PR.
1984 – Galeria Mandala, Belo Horizonte, MG.
1985 – Karandash Arte Contemporânea, Maceió, AL.
1987– Galeria Montesanti Roesler, São Paulo, SP.
1990 – Galeria Multiarte, Fortaleza, CE.
1992 – Sede da Organização dos Estados Americanos, Buenos Aires, Argentina; Galeria Elms Lesters, Londres, Inglaterra.
1993 – Gaymu Inter Art Galerie, Paris, França.
1995 – Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ.
1997 - Galeria Manoel Macedo, Belo Horizonte, MG.
2001 – Solar do Unhão, Salvador, BA.
2002 – Memorial da Liberdade, São Paulo, SP.
Participou, entre outras, das seguintes mostras coletivas:
1969 – Surrealismo e Arte Fantástica, Galeria Seta, São Paulo, SP.
1973 – Salão Global da Primavera, Rede Globo, Brasília, DF, 1º Prêmio.
1975 – Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ, Prêmio de viagem ao estrangeiro; Bienal de São Paulo, SP, Prêmio internacional de pintura.

Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Obras deste artista