Carregando... aguarde
Francisco Rebolo Gonsales - Guia das Artes
Francisco Rebolo Gonsales
Informações
Nome:
Francisco Rebolo Gonsales
Nasceu:
São Paulo, SP (22/08/1902)
Faleceu:
São Paulo, SP (10/07/1980)
Biografia

Inicia seus estudos em artes na Escola Profissional Masculina do Brás, onde tem aula de desenho com o professor Barquita, entre 1915 e 1917. Aos 14 anos, trabalha como aprendiz de decorador de paredes. Paralelamente à sua atividade como decorador, atua como jogador de futebol, passando pela Associação Atlética São Bento, de 1917 a 1922, pelo Sport Club Corinthians Paulista, de 1922 a 1927, e pelo Clube Atlético Ypiranga, de 1927 a 1934. Em 1926, monta ateliê de decoração na Rua São Bento. A partir 1933, transfere seu ateliê para uma sala no Palacete Santa Helena, quando inicia-se na pintura. A partir de 1935, partilha seu ateliê com Mario Zanini (1907 - 1971). Posteriormente, outras salas do Palacete são transformadas em ateliês e ocupadas por vários pintores, entre eles Fulvio Pennacchi (1905 - 1992), Bonadei (1906 - 1974), Humberto Rosa (1908 - 1948), Clóvis Graciano (1907 - 1988), Alfredo Volpi (1896 - 1988), Rizzotti (1909 - 1972) e Manoel Martins (1911 - 1979). Mais tarde, este grupo de artistas passa a ser denominado Grupo Santa Helena. Rebolo desenvolve uma obra pautada na figuração, mas, a partir da década de 1950, esboça algumas experiências noabstracionismo e posteriormente no construtivismo. Em 1937, participa da formação do Sindicato dos Artistas Plásticos de São Paulo e integra a Família Artística Paulista - FAP. Em 1945, trabalha com outros artistas para a criação do Clube dos Artistas e Amigos da Arte (Clubinho), do qual é diretor por várias vezes. Com prêmio de viagem ao exterior, obtido no 3º Salão Nacional de Arte Moderna, embarca para a Europa em 1955. Em 1956, faz curso de restauração no Vaticano, participando da recuperação de uma obra de Raphael (1483 - 1520). A partir de 1959, incentivado por Marcelo Grassmann (1925), inicia uma série de experiências como gravador.  

Cronologia

Realizou, entre outras, as seguintes mostras individuais: 1944 – Livraria Brasiliense, São Paulo. 1946 – Galeria Ita, São Paulo. 1955 – Museu de Arte Moderna, São Paulo. 1957 – Embaixada do Brasil em Roma. 1960 – Petite Galérie, Rio de Janeiro. 1969 – Galeria Comodoro, São Paulo. 1974 – Exposição comemorativa por seus 40 anos de pintura, Museu de Arte Moderna, São Paulo. Realizou, entre outras, as seguintes exposições coletivas: 1936, 37 – Salão Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro (medalha de bronze na edição de 1936 e medalha de prata na de 1937). 1937 – I Exposição Permanente da Família Artística Paulista, São Paulo. 1946 – Pintura Brasileira Contemporânea, Santiago, Chile. 1951-1955 – Bienal de Artes de São Paulo. 1965 – II Salão de Arte Moderna do Distrito Federal, Brasília 1975 – Mostra 40 anos do Grupo Santa Helena, Paço das Artes, São Paulo. 1978 – A paisagem na coleção da Pinacoteca, Pinacoteca do Estado de São Paulo. Após a sua morte, trabalhos seus foram exibidos em diversas exposições póstumas, individuais e coletivas, entre as quais seguintes: 1982 - Francisco Rebolo, Spazio Pirandello, São Paulo. 1984 – Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, Fundação Bienal, São Paulo. 1994 – Coleção Unibanco, Casa da Cultura de Poços de Caldas, MG; Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro. 1996 – O Grupo Santa Helena, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro. 2002 – Rebolo 100 anos, Museu de Arte Moderna, São Paulo. Suas obras encontram-se espalhadas por coleções particulares e em diversas instituições do Brasil, entre as quais o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, e do exterior.

Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Peças sendo leiloadas, compre agora
iArremate leilões
26 de Fevereiro às 20:30

Rebolo - 100 Anos - Este livro integra o extenso rol de eventos e promoções que marcaram o centenário de nascimento Rebolo, um dos mais destacados pintores brasileiros. Nele, segundo o crítico Olívio Tavares de Araújo, enfim se organiza, se põe à mostra e se analisa, de maneira condizente e à altura, a contribuição de nosso queridíssimo pintor à arte brasileira. Além das reproduções de seus quadros, aqui estão artigos de críticos e informações biográficas que se completam, pois Rebolo, reconhecidamente, é notável como artista e como pessoa. Formato 24 X 30 cm - 301 páginas
Obras deste artista