Carregando... aguarde
Valdir Teixeira - Guia das Artes
Valdir Teixeira
Informações
Nome:
Valdir Teixeira
Biografia

Valdir Teixeira neu no Rio de Janeiro - 1946

 

É detentor de mais de 50 premiações no Brasil e no exterior, tendo participado de cerca de 90 exposições coletivas e individuais. Quanda da sua 1ª exposição individual, na Galeria Michelângelo, diz Manoel Santiago:

"O pintor V. Teixeira é meu aluno e tem grande vocação para a pintura.... Já se nota muita experiência e grande vontade de conseguir sua personalidade definitiva..."

 

Urugamai, renomado pintor japonês, entusiasmado, vai muito além em sua crítica, ao afirmar: "Valdir Teixeira está realizando o melhor no novo impressionismo depois de Kaminagai. É fascinante cada obra sua, principalmente pela liberdade de traços e cores.". Barreto Leiloeiro, que o lançou no mercado de arte do Rio de Janeiro, vaticina: "Ao ver o primeiro trabalho de Valdir Teixeira, senti tratar-se de futuro mestre da pintura, motivo pelo qual apresentei-o publicamente através dos leilões por mim realizados. Dotado de um colorido extraordinário em suas telas e técnica na penetração da natureza, Valdir Teixeira tem o dom de saber escolher os motivos para pintar...".

 

Altamir de Oliveira, autor do livro sobre Manoel Santiago - edição Colorama, por intermédio de quem passou a freqüentar o atêlier do Professor, afirma: "Só você, dentre tantos a ele levados, com sensibilidade bastante para se aperceber daquela inimitável beleza a se deixar seduzir pelo encantamento. Foi além, tornou-se pintor e seu aluno. As marinhas, transparentes, algumas poderiam ser assinadas pelo mestre, ele o disse, após exclamar: "Nunca vi progresso tão fantástico.". São ondas e céus em movimento, com colorido quente e bonito. As cores mais ousadas, se comparadas as dele - nisto também delas se distingüem. Rapidamente sua pintura evoluiu, em compasso igual aos dias que passam, revelando-se fruto do tempo, como deve ser a obra de arte. Os céus tinham movimento mas eram tranqüilos. Hoje, talvez por uma captação subconsciente, tornaram-se nervosos, convulsionados, refletindo o momento em que vivemos. Mas ao contrário desses dias violentos, sem amor, o toque da arte, tranfigurando-os, empresta-lhes uma alma que emite força, paz e muita beleza.".

 

 

Assim se expressa Flávio de Aquino, crítico de arte da Manchete, no livro Dez Caminhos na pintura:

 

"Desejando-se exprimir através da cor e de suas graduações, Valdir Teixeira, aos poucos, elimina de suas pinturas o claro-escuro, a perspectiva aérea, substituindo-a pela perspectiva colorida. Deste processo Cézanne e Gauguin deram exemplos geniais. A sensação de espaço pode ser sugerida de três maneiras: pela perspectiva linear, aérea e pela modulação das cores. Na modulação das cores, as cores e os tons mais vivos são colocados no primeiro plano e as mais rebaixadas e frias, no segundo e nos planos sucessivos. É este tipo de perspectiva que Valdir Teixeira, institivamente, emprega. Usa a perspectiva colorida, abdicando da linear e aérea. É um fauve-expressionista de propósitos moderados, embora extremamente exigente em sua arte, quanto a verdade emocional pura...".

Cronologia

 - Discípulo de Manoel Santiago, Uragami e Luiz Verri
 - Livre-freqüência na Associação Brasileira de Desenho (ABD)
 - Aulas de modelo vivo na Associação Nikkei do Rio de Janeiro
 - Membro do Júri - diversos Salões
 - Moção de Arte da Câmara Municipal do Rio de Janeiro

 

 

EXPOSIÇÕES NO EXTERIOR


- Cultural Center of Aghia Paraskevi - Atenas (1990)
- I Bienal do Cairo (1990) - Galeria de Arte da Ópera do Cairo (1990)
- Sociedada Nacional de Belas Artes - Lisboa (1988): Referência Especial do Júri
- Casa dos Crivos - Braga (1988)
- Kasteel Dussen - Roterdam (1987)
- Galeria Akkenaton - Cairo (1987)
- Centro Cultural José Marti - Amsterdam (1987)
- Galeria de Arte Luksic Castex - Buenos Aires (1984)
- Galeria de Arte Moulin Rouge - Buenos Aires (1984)
- Galeria de Arte Nuevos Tempos - Buenos Aires (1984)
- Galeria de Arte Luksic Castex - Buenos Aires (1983)

 

NO BRASIL E NO EXTERIOR

Individuais e coletivas - cerca de 90 exposições

Acervo:
- Museu Antônio Parreiras
- Embaixada do Brasil no Cairo
- Pinacoteca Municipal de Campos do Jordão
- Museu da Fazenda Federal
- Pinacoteca do Banco do Brasil
- Pinacoteca da Petrobrás
- Museu do Tribunal de Alçada Criminal.

Outras imagens
Colaboradores com informações sobre este artista

livros, revistas, jornais, leilões e galerias de arte

http://www.valdirteixeiraleiloeiro.com.br/

Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Obras deste artista