Carregando... aguarde
Exposicao Xilograffiti reune cordeis lambe lambes e intervencoes em SP-2022-05-05 - Guia das Artes
Exposição Xilograffiti reúne cordéis, lambe-lambes e intervenções em SP
abrirá em 1 horas e 35 minutos
Exposição Xilograffiti reúne cordéis, lambe-lambes e intervenções em SP
Quando acontece
Quinta, 05 Maio até Domingo, 31 Julho
dom
10:00
18:00
seg
ter
10:00
21:00
qua
10:00
21:00
qui
10:00
21:00
sex
10:00
21:00
sab
10:00
21:00
Local
Sesc Consolação
R. Dr. Vila Nova, 245 - Vila Buarque
Conteúdo

 

Você já parou para pensar que podem existir conexões entre a xilogravura e o graffiti? O curador Baixo Ribeiro fez essa relação e, a partir disso, desenvolveu a exposição Xilograffiti, em cartaz no Sesc Consolação entre os dias 5 de maio e 31 de julho.

Mural de Cangatika e Paulestinos, exposição Xilograffiti
Crédito: Divulgação/ Pool de ComunicaçãoVeja esse mural feito por Cangatika e Paulestinos!

Para Ribeiro, embora essas artes pareçam muito diferentes, é possível encontrar muitos pontos convergentes entre elas. E, durante as suas pesquisas, o que chamou mais a atenção foi o fato de ambas serem construídas em caráter inclusivo, colaborativo e participativo.

Assim, de terça a a sábado, das 10h às 21h, e, aos domingos e feriados, das 10h às 18h, o público entra em contato com cordéis, cartazes, lambe-lambes, murais e uma série de xilogravuras que integram o acervo Sesc. O mais legal é que a exposição é viva e, até julho, novas obras  serão incorporadas de tempos em tempos.

O objetivo da mostra é apresentar a diversidade territorial, de técnicas, de dimensões e de processos entre os artistas. Por isso, foram selecionados trabalhos de várias mulheres, batendo de frente com a ideia de que essas criações são predominantemente masculinas.

Dessa forma, é possível encontrar produções de J. Borges (PE), Lira Nordestina (CE), Samuel Casal (RS), Atelier Piratininga (SP), Turenko (AM), Paulestinos (SP), Oficina Tipográfica (SP), Romildo Rocha (MA), Derlon (PE), Xicra convida soupixo, Andréa Sobreiro e Carol Piene (CE), 23ª edição do Projeto Armazém – Mulher Artista Resiste (SC) e Lau Guimarães (SP).

Todas essas criações foram divididas em seis núcleos temáticos. Em Cordel Raiz estão vários fanzines independentes construídos com muito humor e crítica social. São obras de J. Borges e Lira Nordestina impressas em oficinas xilo-tipográficas e expostas em varais.

Na seção Cordel Contemporâneo estão agrupados os chamados zines de guerrilha, impressos em xilo ou xerox, dobrados e panfletados. Trata-se de uma atualização do cordel raiz, mas que aborda temas atuais e reivindica novas posturas visuais do mundo contemporâneo.

Os trabalhos de Xicra, Bestas Marginais e soupixo refletem a região do Cariri – que aproxima os estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Piauí  – e são apresentados em um grande mural.

Exposição Xilograffiti, Sesc Consolação
Crédito: Carlos Daniel Dereste - divulgação/ Pool de ComunicaçãoEmpena do Sesc Consolação recebe mural de Romildo Rocha

O tema Xilo Urbana se concentra nas gráficas independentes, já que elas se tornaram pontos de encontro dos novos artistas provenientes das cidades. Há trabalhos em lambe-lambes de Piratininga, um mural de piso em Linóleo de Turenko e uma parede entalhada em xilogravura feita por Samuel Casal.

Na área denominada Lambegrafia, a 23ª edição do Projeto Armazém – Mulher Artista Resiste e os Paulestinos subvertem o conceito do cartaz, transformando seu conteúdo em pura poesia e manifestação – e tudo feito a partir de lambe-lambes. Confira essas lindezas na exposição Xilograffiti.

As letras e palavras são as grandes estrelas da seção Tipograffiti. O Coletivo Oficina Tipográfica e o artista Lau Guimarães mostram como esses dois elementos podem se converter em ferramentas para a humanidade topar com seus próprios limites e ultrapassá-los.

Por fim, Graffiti Xilográfico reforça que a liberdade criativa atual foi conquistada por artistas do passado, grandes responsáveis por abrir os caminhos. Assim, enquanto Derlon pinta diretamente sobre uma parede, estabelecendo uma nova dimensão gráfica para o ambiente da sala expositiva, Romildo Rocha faz um grande mural na empena cega do Sesc Consolação, propondo um diálogo entre a cultura pop urbana e a cultura popular do Nordeste.

Acompanhe o site do Sesc para saber sobre as oficinas e encontros relacionados à exposição Xilograffiti.

Fonte: Catraca Livre

* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "São Paulo"
‘Nunca foi sorte’ -
Saiba mais
Arte Infinita - Nascida em uma família de colecionadores, cuja mãe manteve durante 25 anos uma galeria dedicada a incentivar a escultura, Viviane Teperman inaugurou em 2001 a Arte Infinita Galeria.
Saiba mais
Casa Amarela Leilões de Arte - Casa Amarela Leilões de Arte" atuando no mercado de arte de São Paulo desde 1989 e no Distrito Federal desde 1994, especializada em leilões de arte e residenciais.
Saiba mais
Cirandeira Lia de Itamaracá ganha Ocupação imersiva no Itaú Cultural -
Saiba mais
DemocrArt -
Saiba mais
Exposição Xilograffiti reúne cordéis, lambe-lambes e intervenções em SP -
Saiba mais
Galeria Cia Paulista -
Saiba mais
Galeria Leme - Desde a sua abertura em novembro de 2004, a Galeria Leme apresenta um programa inovador na cena da arte Brasileira, representando artistas brasileiros e internacionais, frequentemente convidados a criar e produzir novos e ambiciosos projetos no prédio de
Saiba mais
Galeria Luisa Strina - A história da Galeria Luisa Strina, a mais antiga galeria de arte contemporânea de São Paulo, se mistura com a trajetória profissional de Luisa Strina.
Saiba mais
Galeria Millan - Quando de sua fundação, em 1986, a Galeria Millan buscava apresentar relações entre a produção dos artistas contemporâneos que representava e os artistas modernos que influenciaram sua formação.
Saiba mais
Galeria Vermelho - Após treze anos de existência, a Vermelho estabeleceu-se como uma alternativa à rigidez dos espaços comerciais dedicados à arte, ao incentivar novas ideias e discursos desenvolvidos por artistas emergentes e já estabelecidos.
Saiba mais
Luciana Brito Galeria - Quinze anos depois de inovar a cena artística paulistana com seu espaço na Vila Olímpia – um dos primeiros a ser projetado por um escritório de arquitetura já tendo em vista as necessidades de uma galeria de arte contemporânea –, a Luciana Brito Galeria s
Saiba mais
Mulheres artistas: nos salões e em toda parte -
Saiba mais
Von Brusky Escritório de Arte -
Saiba mais
VUADORA -
Saiba mais
‘Espuma Delirante’ de Rafael Silveira, com curadoria de Baixo Ribeiro -
Saiba mais
“Modernismo. Destaques do acervo“ - Pinacoteca celebra os 100 anos da Semana de Arte Moderna com nova exposição
Saiba mais