Carregando... aguarde
Rubens Gerchman - Guia das Artes
Rubens Gerchman
Informações
Nome:
Rubens Gerchman
Nasceu:
Rio de Janeiro, RJ (10/01/1942)
Faleceu:
São Paulo, SP (29/01/2008)
Biografia

Estudou desenho no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro em 1957. Entre 1960 e 1961, frequenta a Escola Nacional de Belas Artes e faz curso de xilogravura com Adir Botelho (1932). Reside em Nova York entre os anos de 1968 e 1972 após ser contemplado com prêmio de viagem ao exterior no 16° Salão Nacional de Arte Moderna. Ao retornar para o Brasil transita pelo cinema elaborando roteiro, cenografia e atuando na direção do filme Triunfo Hermético e curtas metragens ValCarnal e Behind the Broken Glass. Assume a direção da Escola de Artes Visuais do Parque Lage no Rio de Janeiro cargo que ocupa de 1975 a 1979. Viaja aos Estados Unidos em 1978, contemplado com bolsa de estudos da Fundação John Simon Guggenheim. Também atua como co-fundador da revista Malasartes. Aceita convite, em 1981, da arquiteta Lina B oBardi (1914-1992) para realizar painel de azulejos para o Sesc Fábrica Pompéia em São Paulo. A convite do Deutscher Akademischer Austauch Dienst - DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico) permanece por um ano em Berlim como artista residente, em 1982. O ano de 1989 é dedicado ao lançamento do livro Gerchman, com textos de autoria do crítico de arte Wilson Coutinho. Em 1993 publica mais um livro, o álbum de litografias com textos do poeta Armando Freitas Filho (1940), Dupla Identidade. Ministra cursos no Brasil e no exterior como docente e em 2000 lança novo álbum com 32 litogravuras, primeiro volume da coleção Cahier d'Artiste editada pela Lithos Edições de Arte. As primeiras telas de Rubens Gerchman apresentam cenas urbanas, retratam a cultura de massa de maneira bucólica. As multidões apresentadas mostram o anonimato dos indivíduos. Nos guaches e painéis, predomina o preto-e-branco. Gercham vai além e busca na vida popular fonte de inspiração: concursos de mim, narrativas de telenovelas, quadrinhos e jogos de futebol ganham espaço em sua arte. Gercham aventurou-se ainda em trabalhos tridimensionais, vinculados aos debates da Nova Objetividade Brasileira. Criou poemas visuais e esculturas, usando a palavra escrita como objeto de arte e mostrando grande afinidade com a arte conceitual. Nos anos 1980 retoma a pintura realista retratando temas como a criminalidade, aspectos pitorescos do cotidiano urbano e multidões, aproximando-se do neoexpressionismo. Nos anos1990 as figuras das telas são trabalhadas em esculturas e litografias.

Cronologia

Entre outras, realizou as seguintes exposições individuais: 1964 – Galeria Vila Rica, Rio de Janeiro. 1965 – Galeria Relevo, Rio de Janeiro. 1967 – Galeria Jean Boghici, Rio de Janeiro. 1968 - Galeria Relevo e Galeria Art-Art. 1971 e 1972 – Lerner Heller Gallery, Nova York. 1973 – Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro. 1974 – International Cultureel Centrum, Antuérpia, Bélgica; MASP. 1975 – Museu de Arte e de Cultura Popular, Cuiabá; Bolsa de Arte, Rio de Janeiro. 1977 – Museu Guido Viaro, Curitiba; Galeria Luiz Buarque de Holanda e Paulo Bittencourt, Rio de Janeiro. 1979 – Galeria Saramenha, Rio de Janeiro. 1980 – Fórum de Arte Contemporânea, Cidade do México. 1981 – Nardin Gallery, Nova York. 1983 – Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador. 1985 – Galeria Paulo Klabin, Rio de Janeiro. 1986 – Galeria Montesanti Roesler, São Paulo. 1990 – Galeria 1900-2000, Paris. 1991 – Galeria Nine, Amsterdã, Holanda; Galeria 111, Lisboa; Galeria Von Mourik, Roterdã, Holanda. 1992 – Galeria Garcez Velásquez, Bogotá, Colômbia; The Ambrosino Gallery, Coral Gables, EUA; Retrospectiva, no Centro Cultural do Banco do Brasil, Rio de Janeiro. 1993 – Museo Alejandro Otero, Caracas, Venezuela; Embaixada da Colômbia, Pequim. 1994 – Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro. 1998 – Galerie Jêrome de Moirmont, Paris. 2000 – Museu Lasar Segall, São Paulo. 2001 – Museu de Arte Contemporânea, Niterói, RJ; Centro Cultural do Banco do Brasil, Rio de Janeiro; Museus Castro Maya, Rio de Janeiro; Galeria Euroart Castelli, São Paulo. 2004 – Renot Galeria de Arte, São Paulo. Participou, entre outras, das seguintes mostras coletivas: 1965 – Opinião 65, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro. 1966 – Pare!, Galeria G 4, Rio de Janeiro; Opinião 66, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro. 1967 – Nova Objetividade Brasileira, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro. 1981 – Do Moderno ao Contemporâneo-Coleção Gilberto Chateaubriand, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro.

Compre agora
iArremate leilões
21 de Junho às 20:00

Rubens Gerchman - Gravura sem título - CID - 23/110 - 49 x 71 cm.
Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Obras deste artista