Carregando... aguarde
Rossini Quintas Perez - Guia das Artes
Rossini Quintas Perez
Informações
Nome:
Rossini Quintas Perez
Biografia

Muda-se com a família, em 1940, para o Rio de Janeiro. Em 1951, freqüenta a Associação Brasileira de Desenho e tem aulas com o pintor Ado Malagoli (1906-1994). Em visita à 2ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1953, impressiona-se com as gravuras de autoria de Edvard Munch (1863-1944) e decide se dedicar a essa técnica. No Rio de Janeiro, estuda na Escolinha de Arte do Brasil e é orientado porOswaldo Goeldi (1895-1961). Por volta de 1952, é aluno de Iberê Camargo (1914-1994) e, em 1953, de Fayga Ostrower (1920-2001). No mesmo ano, participa da 1º Exposição Nacional de Arte Abstrata, no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, Rio de Janeiro. Na década de 1950, suas obras tratam de temas como os barcos, os morros e as favelas cariocas. Em 1959, é assistente de Johnny Friedlaender (1912-1992) no Ateliê de Gravura do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ), no qual leciona, desse ano até 1961. Aperfeiçoa-se em litografia na Rijksakademie, em Amsterdã, como bolsista, em 1962. Reside em Paris de 1962 a 1972. Ajuda a implantar uma oficina de gravura em metal na Ecole Nationale des Beaux-Arts [Escola Nacional de Belas Artes], em Dacar, Senegal, entre 1974 e 1975, e dá aulas nessa instituição em 1977 e 1978. De volta ao Brasil, é professor no Centro de Criatividade da Fundação Cultural do Distrito Federal, em Brasília, em 1978, e no Ateliê de Gravura do MAM/RJ, de 1983 a 1986.

Cronologia

Realizou, entre outras, as seguintes exposições individuais:
1955 – Galeria Ibeu, Rio de Janeiro, RJ.
1959 – Sala Arte y Letras, Montevidéu, Uruguai.
1962 – Die Brüke, Düsseldorf, Alemanha.
1965 – Galeria Divulgação, Lisboa, Portugal; Signals Gallery, Londres, Inglaterra.
1968 – Galeria Cubus, Colônia, Alemanha.
1971 – Chanakya Gallery, Nova Délhi, Índia.
1973 – Relevo e Novelo, Galeria Bonino, Rio de Janeiro.
1974 – Trajetória 1961-1974, Fundação Cultural do Distrito Federal, Brasília.
1980 – Galeria Dora Pamphili, Roma, Itália.
1986 – Galeria Skovhuset, Copenhague, Dinamarca.
1995 – Museus Castro Maya, Museu da Chácara do Céu, Rio de Janeiro.
1999 – Trajetória 1954-1981, Academia Brasileira de Letras, Rio de Janeiro.
2010 – Rossini Perez: Desenhos, Matrizes e Gravuras, Caixa Cultural, Brasília.
Participou, entre outras, das seguintes exposições coletivas:
1952 – IV Salão Municipal de Belas Artes do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, medalha de bronze.
1952-61 – Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro.
1953 – I Exposição Nacional de Arte Abstrata, Hotel Quitandinha, Petrópolis, RJ.
1954 – III Salão Paulista de Arte Moderna, São Paulo, prêmio aquisição.
1955-67 – Bienal Internacional de São Paulo, São Paulo (prêmio Museu de Arte Moderna, na edição de 1957 e prêmio Itamaraty na de 1965).
1956 – V Salão Paulista de Arte Moderna, prêmio Governador do Estado de São Paulo.
1957 – Arte Moderna no Brasil, Argentina, Peru e Chile; IV Bienal de Tóquio, Japão.
1958 – I Bienal Interamericana de Pintura y Grabado, Cidade do México, México.
1959 – II Bienal Internacional do Mármore, Carrara, Itália, prêmio internacional.
1959-60 – I Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa, Alemanha, Áustria, Portugal, Espanha, França e Holanda.
1960 –Brazilian Printmakers, Smithsonian Institution, Washington, Estados Unidos.
1962 – XXXI Bienal de Veneza, Itália.
1963 – III Bienal de Paris, França.
1969 – Festival Casa de las Américas, Havana, Cuba, prêmio Javier Baez.
1973 – V Salão Nacional de Arte Contemporânea, Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, MG, prêmio aquisição.
1978 – I Mostra Anual de Gravura Cidade de Curitiba, PR - premiado.
1983 – VI Bienal de San Juan del Grabado Latinoamericano y del Caribe, San Juan, Porto Rico, grande prêmio em gravura.
1983-85 – Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro.
1986 – Brasiliansk Kunst, Dinamarca.
1990 – IX Mostra da Gravura Cidade de Curitiba, Museu da Gravura, Curitiba.
1994 – Poética da Resistência: Aspectos da Gravura Brasileira, Galeria de Arte do Sesi, São Paulo.
1999 – Mostra Rio Gravura. Gravura Moderna Brasileira: Acervo do MNBA, Rio de Janeiro.
2005 – Expresso Abstrato, Museu Imperial, Petrópolis.
Parte significativa de sua obra pode ser encontrada nos acervos, entre outras, das seguintes instituições: Banco Itaú, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo e Museu de Arte Moderna, em São Paulo; Fundação Biblioteca Nacional, Museu Nacional de Belas Artes, Museus Castro Maya e Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro; Museu Histórico e Diplomático do Itamaraty, em Brasília; Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba; Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, Portugal; e Rijksakademie, em Amsterdã.

Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Peças sendo leiloadas, compre agora
iArremate leilões
04 de Outubro às 20:30

ROSSINI PEREZ - Publicação gráfica de uma mostrade 70 gravuras, quatro relevos em gesso e 14 matrizes que cobrem mais de 50 anos de produção do artista.
510g; 25x18 cm; 112 págs.

Obras deste artista