Carregando... aguarde
Iberê Camargo - Guia das Artes
Iberê Camargo
Informações
Nome:
Iberê Camargo
Nasceu:
Restinga Seca, RS (18/11/1914)
Faleceu:
Porto Alegre, RS (09/08/1994)
Biografia

   Em 1928 estuda pintura com Frederico Lobe e Salvador Parlagreco (1871-1953) na Escola de Artes e Ofícios, em Santa Maria, Rio Grande do Sul. Entre 1936 e 1939, em Porto Alegre, faz o curso técnico de arquitetura do Instituto de Belas Artes de Porto Alegre e estuda pintura com Fahrion (1898-1970). Muda-se para o Rio de Janeiro em 1942 e, com bolsa de estudos concedida pelo governo do Rio Grande do Sul, freqüenta por pouco tempo a Escola Nacional de Belas Artes - Enba.

   Não satisfeito com a proposta acadêmica, estuda comGuignard (1896-1962) e funda, em 1943, com outros artistas, o Grupo Guignard. Em 1947 recebe o prêmio de viagem ao exterior e vai para a Europa no ano seguinte. Em Roma, estuda com Giorgio de Chirico (1888-1978), Carlos Alberto Petrucci, Antônio Achille e Leone Augusto Rosa, e em Paris, com André Lhote (1885-1962). Volta ao Brasil em 1950 e, em 1952, torna-se membro da Comissão Nacional de Artes Plásticas. Funda, em 1953, o curso de gravura do Instituto Municipal de Belas Artes do Rio de Janeiro, hoje Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage. Em 1954, participa com Djanira (1914-1979) e Milton Dacosta (1915-1988), da organização do Salão Preto e Branco e, no ano seguinte, do Salão Miniatura, ambos realizados em protesto às altas taxas de importação de material artístico. Promove curso livre de pintura no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, em duas temporadas entre 1960 e 1965.

   Em 1966 executa painel de 49 metros quadrados oferecido pelo Brasil à Organização Mundial de Saúde (OMS), em Genebra. A partir de 1970, leciona na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Em 1980 Iberê Camargo mata a tiros um homem que o agride na rua. É absolvido sob o argumento de legítima defesa, mas o episódio marca profundamente sua vida e sua obra. Em 1986, recebe o título de doutor honoris causa da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.

   Entre suas publicações, constam o artigo Tratado sobre Gravura em Metal, 1964, o livro técnico A Gravura, 1992 e o livro de contos No Andar do Tempo: 9 contos e um esboço autobiográfico, 1988.

Cronologia

Exposições individuais:
1942 – Palácio do Governo, Porto Alegre, RS.
1946 – Ministério da Educação e Saúde, Rio de Janeiro, RJ.
1951 – Museu de Arte Moderna, Resende, RJ.
1952 – Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, RJ.
1955 – Clube da Gravura, Porto Alegre, RS.
1959 – União Panamericana, Washington, EUA.
1960 – Centro de Artes e Letras, Montevidéu, Uruguai; Museu de Artes do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
1963 – Petite Galerie, Rio de Janeiro, RJ.
1962 – Iberê Camargo: retrospectiva, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ.
1963 – Petite Galerie Rio de Janeiro, RJ.
1964, 65, 66 – Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ.
1969 – Biblioteca Municipal, Santa Maria, RS.
1973 – O'Hana Gallery, Londres, Inglaterra.
1975 – Galeria Luiz Buarque de Holanda e Paulo Bittencourt, Rio de Janeiro, RS.
1977 – Galeria Oficina de Arte Porto Alegre, RS; Galeria Iberê Camargo, Santa Maria, RS.
1979 – Galerie Debret, Paris, França.
1980 – Iberê Camargo: retrospectiva de desenhos, Biblioteca Museu Guido Viaro, Curitiba, PR.
1984 – Iberê Camargo: desenhos, pinturas e gravuras, Galeria Multiarte, Fortaleza, CE;
Iberê Camargo, Aquele Abraço!, Centro Municipal de Cultura, Porto Alegre, RS (exposição iconográfica comemorativa ao seu 70º aniversário).
1987 – Espaço Capital Arte Contemporânea, Brasília, DF; Galeria Art-Com, Campo Grande, MS; Galeria Espaço de Arte, Florianópolis, SC; Centro de Exposições do Departamento Cultural, Montevidéu, Uruguai;
1990 – A Gravura de Iberê Camargo: uma retrospectiva, Espaço Cultural BFB, Porto Alegre, RS; Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ; Museu de Arte Moderna, São Paulo, SP.
1992 – Galeria Multiarte, Fortaleza, CE.
1993 – Retrospectiva de Gravuras de Iberê Camargo, Museu de Arte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, SP.
1994 – Iberê Camargo Mestre Moderno, Centro Cultural do Banco do Brasil, Rio de Janeiro, RJ.

Exposições coletivas:
1951, 59-63 – Bienal de São Paulo, São Paulo, SP (na edição de 1961, recebeu o prêmio de melhor pintor nacional).
1953, 54, 57, 60 e 61 – Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ.
1955 – Salão Miniatura, Rio de Janeiro, RJ.
1958 – 1ª Bienal Interamericana, Cidade do México, México.
1962 – Bienal de Veneza, Itália.
1965 – Salão Comparaisons, Paris, França.
1968 – International Biennial Exhibition of Prints, Tóquio, Japão.
1973 – Exposição Internacional de Gravura, Liubliana, Eslovênia; Gravura Brasileira no Século XX, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ.
1978 – As Bienais e a Abstração: a década de 50, no Museu Lasar Segall, São Paulo, SP.
1983 – 3 x 4 Grandes Formatos, Centro Empresarial Rio, Rio de Janeiro, RJ; Auto Retratos Brasileiros, Galeria de Arte Banerj, Rio de Janeiro, RJ;
1989 – Os Ritmos e as Formas: arte brasileira contemporânea, no Museu Charlottenborg, Copenhague.
1992 – Gravura de Arte no Brasil: proposta para um mapeamento, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, RJ.
1993 – 2º A Caminho de Niterói: Coleção João Sattamini, Museu de Arte Contemporânea, Niterói, RJ.

Colaboradores com informações sobre este artista

IBERÊ Camargo. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa1721/ibere-camargo>. Acesso em: 15 de Ago. 2017. Verbete da Enciclopédia.
ISBN: 978-85-7979-060-7

 

http://www.raulmendessilva.com.br/brasilarte/nacional/primeira.html

Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Peças sendo leiloadas, compre agora
iArremate leilões
12 de Dezembro às 20:30

IBERÊ CAMARGO - Livro ricamente ilustrado e fonte de referência sobre este artista. IBERÊ Camargo foi um grande artista moderno, sendo que em sua arte se destaca os tons escuros e sombrios. Há um tema recorrente em suas obras, mesmo em suas diversas fases - os carretéis, que aparecem tanto como objetos de representação, em telas figurativas, quanto como formas espessas de tinta, que se transformam em quadros abstratos.
660g; 29x24 cm; 96 págs.; capa dura
iArremate leilões
12 de Dezembro às 20:30

Iberê Camargo. Vida e a obra de iberê Camargo, o livro conta com cronologia e bibliografia, juntamente com textos críticos que enfatizam a grandeza de suas obras. Livro ricamente ilustrado, formato: 24,5x27,5cm, 122 páginas.
Obras deste artista