Carregando... aguarde
- Guia das Artes
Hansen Bahia
Informações
Nome:
Hansen Bahia
Nasceu:
Hamburgo, Alemanha (19/04/1915)
Faleceu:
São Paulo, SP (14/06/1978)
Biografia

Gravador, escultor, pintor, ilustrador, poeta, escritor, cineasta e professor. Karl Heinz Hansen, dito (1915: Hamburgo, Alemanha – 1978: São Félix, BA)

Cronologia

1935-36 – Trabalhou como marinheiro, em Hamburgo. 1936-45 – Serviu como soldado na Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Atuou também como ilustrador de histórias infantis. 1946-1948 – Realizou suas primeiras xilogravuras. 1950 – Emigrou para o Brasil, onde fixou residência em São Paulo, SP, onde passou a trabalhar para a Companhia Melhoramentos. 1955 – Deixou a Melhoramentos e mudou-se para Salvador, BA. 1957 – Ilustrou a publicação Flor de São Miguel, com textos de Jorge Amado, Vinícius de Moraes e também de sua autoria. 1958 – Fez ilustrações para o Navio Negreiro, de Castro Alves. 1959-63 – Retornou à Alemanha. Nesse período trabalhou no ateliê de gravura fundado por ele mesmo no castelo de Tittmoning. 1961 – Realizou ilustrações para a publicação Songs aus der Dreigroschenoper, de Bertolt Brecht. 1963-66 – Viveu na Etiópia, onde ajudou a fundar a Escola de Belas Artes da cidade de Addis-Abeba. Ainda nesse período, retornou a Salvador. 1966 – Naturalizou-se brasileiro, adotando o nome artístico de Hansen Bahia. 1967 – Tornou-se professor de artes gráficas da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia. 1970 – Transferiu-se para São Félix, BA. 1971 – Realizou ilustrações para a publicação Die Hetärengespräche, de Luquiano. 1976 – Doou em testamento sua produção artística para a cidade de Cachoeira, BA, onde foi criada a Fundação Hansen Bahia. 1976 – Ilustrou a publicação Knie Nieder Wenn Du Kannst Ein Kreuzweg Unserer Zeit, com texto de sua autoria. Realizou as seguintes exposições individuais: 1950 – Museu de Arte de São Paulo, São Paulo. 1952 – Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro. 1953 – Museu de Arte de São Paulo, São Paulo. 1955 – Museu de Arte Moderna, São Paulo. 1956 – Hansen Bahia, Museu de Arte Moderna, São Paulo. 1964, 66 – Museu de Arte Moderna, São Paulo. 1971 – Brasília, DF. 1975 – Hansen Bahia, Museu de Arte Brasileira, Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo. Participou das seguintes exposições coletivas: 1951-61 – I Bienal Internacional de São Paulo, Pavilhão do Trianon, São Paulo. 1952,54 e 55 – II, III e IV Salão Paulista de Arte Moderna, Galeria Prestes Maia, São Paulo. 1957 – Artistas da Bahia, Museu de Arte Moderna, São Paulo. 1969 – I Panorama de Arte Atual Brasileira, Museu de Arte Moderna, São Paulo. 1970 – II Bienal Internacional de Artes Gráficas, Buenos Aires, Argentina, prêmio América; A Gravura Brasileira, Paço das Artes, São Paulo. Postumamente, participou, entre outras, das seguintes exposições: 1984 – A Xilogravura na História da Arte Brasileira, Casa Romário Martins, Curitiba, PR; Galeria Sérgio Milliet, Funarte, Rio de Janeiro. 1985 – 18ª Bienal Internacional de São Paulo, Fundação Bienal, São Paulo. 1992 – Gravura de Arte no Brasil: proposta para um mapeamento, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro. 1993 – Xilogravura: do cordel à galeria, Fundação Espaço Cultural da Paraíba, João Pessoa, PB. 1998 – Hansen Bahia: 20 anos depois, Galeria Solar Ferrão, Salvador. 1999 – Hansen Bahia, Galeria do ICBA, Salvador. 2000 – Hansen Viver Bahia, Galeria Solar Ferrão Salvador; Hansen Bahia: retrospectiva, Conjunto Cultural da Caixa, São Paulo. 2003 – Entre Aberto, Gravura Brasileira, São Paulo.

Outras imagens
Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Obras deste artista