Carregando... aguarde
Carybé, Hector Julio Paride Bernabó - Guia das Artes
Carybé, Hector Julio Paride Bernabó
Informações
Nome:
Carybé, Hector Julio Paride Bernabó
Nasceu:
Buenos Aires, Argentina (07/02/1911)
Faleceu:
Salvador, BA (02/10/1997)
Biografia

   Frequenta o ateliê de cerâmica de seu irmão mais velho, Arnaldo Bernabó, no Rio de Janeiro, por volta de 1925. Entre 1941 e 1942, viaja por países da América do Sul.

   De volta à Argentina, traduz com Raul Brié, para o espanhol, o livro Macunaíma, de Mário de Andrade (1893 - 1945), em 1943. Nesse mesmo ano, realiza sua primeira individual na Galeria Nordiska Kompainiet, em Buenos Aires. Em 1944, vai a Salvador, e se interessa pela religiosidade e cultura locais. No Rio de Janeiro, auxilia na montagem do jornal Diário Carioca, em 1946. É chamado pelo jornalista Carlos Lacerda (1914 - 1977) para trabalhar no jornal Tribuna da Imprensa, entre 1949 e 1950. Em 1950, muda-se para Salvador para realizar painéis para o Centro Educacional Carneiro Ribeiro, com recomendação feita pelo escritor Rubem Braga (1913 - 1990) ao secretário da Educação do Estado da Bahia, Anísio Teixeira (1900 - 1971).

   Na Bahia, participa ativamente do movimento de renovação das artes plásticas, ao lado de Mario Cravo Júnior (1923), Genaro (1926 - 1971) e Jenner Augusto (1924 - 2003). Em 1957, naturaliza-se brasileiro. Publica, em 1981, Iconografia dos Deuses Africanos no Candomblé da Bahia, pela Editora Raízes. Ilustra livros de Gabriel García Márquez (1928), Jorge Amado (1912 - 2001) e Pierre Verger (1902 - 1996), entre outros.

Cronologia

Entre as dezenas de mostras individuais que realizou, podem ser citadas as seguintes 1940 – Museu Municipal de Buenos Aires, Argentina 1943 – Galeria Nordiska Kompainiet, Buenos Aires, Argentina 1945 – Galeria Amalta, Buenos Aires, Argentina; Instituto dos Arquitetos do Brasil, Rio de Janeiro, RJ 1947 – Galeria Kraft, Buenos Aires, Argentina 1949 – Galeria Viau, Buenos Aires, Argentina 1950 – Museu de Arte, São Paulo, São Paulo, SP 1954 e 56 – Galeria Oxumaré, Salvador, BA 1958 – Badley, Nova York, EUA 1963 e 65 – Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ 1966 – Galeria Astreia, São Paulo, SP 1969 – Tryon, Londres, Inglaterra 1970 – Galeria da Praça; e Marte 21, ambas no Rio de Janeiro, RJ 1971 e 73 – A Galeria, São Paulo, SP 1986 – Núcleo de Artes do Desenbanco (retrospectiva cobrindo período 1936-1986), Salvador, BA 1988 – Retrospectiva cobrindo período 1936-1986, Buenos Aires, Argentina 1989 – Escritório de Arte da Bahia, Salvador, BA; Museu de Arte, São Paulo, SP.

Sua participação em exposições coletivas foi extensa, destacando-se as seguintes: 1949, 51 – Salão Baiano de Belas Artes, Salvador, BA 1951, 53 – Bienal de São Paulo, São Paulo, SP 1954 – Salão Baiano de Belas Artes, Salvador, BA, Medalha de bronze 1955 – Bienal de São Paulo, São Paulo, SP, Prêmio de melhor desenhista nacional 1956 – 28ª Bienal de Veneza, Itália; 1957 e 62 - Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ 1959 – Exposição Internacional de Seattle, EUA; Bienal de São Paulo, São Paulo, SP 1961 e 63 – Bienal de São Paulo, São Paulo Sala Especial em 1961.

Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Peças sendo leiloadas, compre agora
iArremate leilões
21 de Maio às 20:30

Carybé - Pescadores e cães. Guache e vinil sobre cartão, 36x26 cm, 1965, A.C.I.D. Com moldura

iArremate leilões
28 de Maio às 20:00

Hector Carybé 


Sem título, 1994 


Vinil encerado sobre cartão colado em placa 


Assinado canto inferior direito 


27 x 37 cm.

iArremate leilões
21 de Maio às 20:30

Carybé - Figuras - P.I. 1-15. Serigrafia, 61x43,5 cm, sem data, A.C.I.D. a lápis. Sem moldura

iArremate leilões
21 de Maio às 20:30

Carybé - Os acrobatas - 68-180. Serigrafia, 70x100 cm, sem data, A.C.I.D. a lápis. Sem moldura

Obras deste artista