Carregando... aguarde
Armando Vianna - Guia das Artes
Armando Vianna
Informações
Nome:
Armando Vianna
Nasceu:
Rio de Janeiro, RJ (05/04/1897)
Faleceu:
Rio de Janeiro, RJ (17/01/1992)
Biografia

Estudou, em 1919, no Liceu de Artes e Ofícios, com Eurico Alves e Stefano Cavalar, e como aluno livre na Escola Nacional de Belas Artes, com Rodolfo Amoedo e Rodolfo Chambelland. Realizou decorações no Palácio do Catete, no Palácio da Guerra, e nas igrejas de São Jorge e Nossa Senhora do Rosário, Rio de JaneiroParticipou por mais de 50 anos do Salão Nacional de Belas Artes, nele expondo pela última vez em 1975.

Tomou parte, entre outras, das seguintes exposições coletivas: 1922, 23, 26, 29 – Salão Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro (medalha de bronze na edição de 1922, medalha de prata na de 1923; premio viagem à Europa na de 1926 e medalha de ouro na de 1929). 1938, 39, 40, 47, 52 – Salão Paulista de Belas Artes, São Paulo (obteve algumas premiações).

Cronologia

Tomou parte, entre outras, das seguintes exposições coletivas:

1922, 23, 26, 29 – Salão Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro (medalha de bronze na edição de 1922, medalha de prata na de 1923; premio viagem à Europa na de 1926 e medalha de ouro na de 1929).

1938, 39, 40, 47, 52 – Salão Paulista de Belas Artes, São Paulo (obteve algumas premiações).

Colabore conosco
Você tem informações sobre este artista ou acredita que algum dos tópicos do conteúdo está errado?
clique aqui e colabore conosco enviando sua sugestão, correção ou comentários.
Nome
Email
Mensagem
Enviar
Peças sendo leiloadas, compre agora
iArremate leilões
28 de Novembro às 20:30

Armando Vianna ( Rio, 1897 - 1992 )
Vaso de Flores , 30 x 55 cm,
pastel sobre cartão, 1943
______ BIOGRAFIA: Inicia sua formação artística com Eurico Alves e Stefano Cavalaro no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro e com Rodolfo Amoêdo e Rodolfo Chambelland como aluno da antiga Escola Nacional de Belas Artes, em 1928 estuda na Academie de La Grand Chaumiére em Paris, França. Estuda com André Lhote no Rio de Janeiro e executa decorações para o teto do Salão Nobre do Palácio do Catete e para as igrejas de São Jorge e de Nossa Senhora do Rosário no Rio de Janeiro. Recebe o título de membro da Sociedade Propagadora das Belas Artes, conferido peloLiceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro. Embarca com a esposa e a filha, em viagem por Lisboa, Porto, Madri e Paris onde instala residência e ateliê em Montparnasse. De volta ao Brasil, vence o concurso público para a decoração do Salão de Honra do Quartel da Polícia Militar, onde executa dois painéis, torna-se Membro do Conselho Nacional de Belas Artes na 40ª Exposição Geral de Belas Artes e executa, juntamente com Euclydes Fonseca e João Azevedo, a decoração oficial da cidade do Rio de Janeiro para recepcionar o presidente da Argentina, o general Augustin Justo. Vence o concurso para executar a decoração do Salão Nobre do Palácio do Catete (hoje Museu da República) e é convidado à pintar o retrato oficial do presidente Getúlio Vargas. Posteriormente executa, para o Pavilhão do Brasil nas Comemorações dos Centenários de Portugal, em Lisboa, quatro painéis retratando o história da expulsão dos franceses do Rio de Janeiro, vence o concurso de vitrais para o teto do Salão Nobre do Palácio da Guerra, recebe a medalha do pacificador pelos vitrais do Salão Nobre do Palácio da Guerra e recebe a grande medalha de honra da Academia Brasileira de Belas Artes.
Obras deste artista