Carregando... aguarde
Exposição no Sesc Madureira revela a perspectiva de fotógrafas negras sobre territórios e tradições-2019-07-12 - Guia das Artes
Exposição no Sesc Madureira revela a perspectiva de fotógrafas negras sobre territórios e tradições
aberto agora
Exposição no Sesc Madureira revela a perspectiva de fotógrafas negras sobre territórios e tradições
Quando acontece
Sexta, 12 Julho até Domingo, 22 Setembro
dom
09:00
17:30
seg
09:00
20:30
ter
09:00
20:30
qua
09:00
20:30
qui
09:00
20:30
sex
09:00
20:30
sab
09:00
17:30
Local
Sesc Madureira
R. Ewbanck da Câmara, 90 – Madureira
Conteúdo

 

Mostra celebra o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha (25 de julho). Além de apreciar as imagens, público poderá assistir a filmes sobre questões de gênero, sexualidade, religião e etnia, seguidos de debates com realizadoras

 

RIO DE JANEIRO - O Sesc Madureira abre nesta sexta-feira (12/7) a exposição “Através do Olhar”, uma mostra com 90 obras de quatro fotógrafas negras e moradoras de bairros das zonas Oeste e Zona Norte do Rio de Janeiro. Captadas por Aparecida Silva, Fernanda Dias, Thaís Alvarenga e Valda Nogueira, as fotografias revelam a visão particular das artistas sobre suas origens, seja territorial, mostrando seus bairros e arredores, como étnica, a partir de viagens realizadas pelo interior do Brasil em que documentaram diversas tradições e manifestações culturais.

 

Aparecida Silva e Thaís Alvarenga, uma com a técnica pinhole e a outra com a câmera do celular, produzem uma memória afetiva do lugar onde vivem (Realengo e Bangu, respectivamente), registrando as paisagens urbanas e o modo como os grupos se apropriam dos seus lugares criando suas próprias formas de sociabilidade e códigos de convivência. Já as fotógrafas Fernanda Dias e Valda Nogueira documentam os saberes e práticas culturais e religiosas de comunidades tradicionais espalhadas pelo Brasil, como quilombolas, indígenas, catingueiros e pescadores, valorizando a memória e as formas de resistência destes grupos.

 

Segundo a curadora Thaís Rocha, a exposição representa um esforço de substituir narrativas excludentes por outras perspectivas da realidade, que rompam com as conhecidas hegemonias de pensamento. "As mulheres negras que produzem imagens estão enriquecendo o vocabulário fotográfico e audiovisual conhecido até agora no mundo ao inscreverem novos testemunhos que compõem, junto a outras manifestações artísticas, como a música, o teatro e a literatura, diálogos que incentivam a reparação histórica e a igualdade das raças", observa.

 

EXIBIÇÃO DE FILMES - A mostra fotográfica “Através do Olhar” está sendo organizada por ocasião do Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha (25 de julho), data que provoca discussões relacionadas a gênero, sexualidade, religião e etnia também em outras plataformas. Em paralelo à exposição, o Sesc Madureira exibe este mês a mostra audiovisual “Mulheres negras latinas e caribenhas”, seleção de filmes que jogam luz sobre diversos aspectos da formação de grupos identitários. Depois de “Encantadas – Mulheres e Suas Lutas Na Amazônia” abrir a mostra no dia 4, a agenda segue com “Kbela”, dia 11, às 18h30, Francisca, dia 18, às 18h30, e Tia Ciata, dia 25, às 18h30. A exibições são seguidas de conversa com as realizadoras.

 

SERVIÇO

Mostra fotográfica “Através do Olhar”

Sesc Madureira: R. Ewbanck da Câmara, 90 – Madureira – Rio de Janeiro

Abertura: 12/7/2019 – às 18h - até 22/9

Visitação:

Segunda a sexta-feira: das 9h às 20h30

Sábados, domingos e feriados: 9h às 17h30

Entrada franca

Classificação: Livre

Fotógrafas: Aparecida Silva, Fernanda Dias, Thaís Alvarenga e Valda Nogueira

Curadoria: Thaís Rocha

Realização: Sesc RJ

 

Mostra audiovisual “Mulheres negras latinas e caribenhas”

Sesc Madureira: R. Ewbanck da Câmara, 90 – Madureira – Rio de Janeiro

Entrada franca

 

Kbela

11/7 - 18h30 | 16 anos

A diretora Yasmin Thayná resolve abandonar toda essa dinâmica conservadora e empodera mulheres negras através de seus cabelos crespos, uma das principais características da etnia negra e que deve, sempre, ser celebrada.

 

Francisca

18/7 - 18h30 | 16 anos

O curta-metragem Francisca tem como missão recontar a história de Francisca da Silva de Oliveira mais conhecida como Xica da Silva, personagem histórica que ficou conhecida pela dramaturgia brasileira.

 

Tia Ciata

25/7 - 18h30 | Livre

Dirigido pelas cineastas Mariana Campos e Raquel Beatriz, o curta narra a história de Hilária Batista de Almeida a partir da perspectiva da visibilidade da mulher negra na sociedade brasileira.

 

CURRÍCULOS DAS FOTÓGRAFAS

Aparecida Silva é artista visual e professora, com formação em Licenciatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ e atuação na área de ensino desde 1996. Atualmente, tendo interesse de pesquisa envolvendo concepção de objetos, instalações, e também em práticas de arte coletiva. Desenvolve projetos e pesquisa no campo da fotografia documental, foto-instalações e processos alternativos.

 

Fernanda Dias é fotojornalista carioca, iniciou a carreira em 2004, cobrindo eventos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Desde 2008, trabalha como freelancer em veículos de comunicação como Central Globo de Produção, e os jornais O Globo, Extra e O Dia. Participou de importantes coberturas jornalísticas, como o Massacre na Escola Tásso da Silveira, em Realengo, RJ, grandes manifestações políticas e eventos de moda, como Fashion Rio, além de ministrar palestras em cursos e faculdades. Em Junho de 2016 lançou o Livro Identidades Rurais, que através de imagens documenta o cotidiano rural do Brasil. Há cinco anos, trabalha em seu projeto autoral Raízes do Vale, que lida com religiosidade, manifestações de grupos de cultura popular e agricultura familiar na região do Vale do Café, interior do Estado do Rio.

 

Thaís Alvarenga é fotógrafa documentarista residente da Favela da Vila Kennedy na Cidade do Rio de Janeiro, integrante do coletivo Negras [fotos] Grafias, e uma das fundadoras do Coletivo Crua – Coletivo Criativo de Rua (documenta os Quilombos que vivem na Costa Verde do Estado do Rio de Janeiro) e do Projeto Vivência das Manas, onde trabalha com a parte pedagógica, ensinando fotografia para jovens mulheres periféricas, suas vizinhas na Vila Kennedy. Formada pela Escola de Fotógrafos Populares do Imagens do Povo e Estudante de Comunicação Social, entre 2013 e 2017 teve suas obras expostas no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM, na Biblioteca Parque Rocinha, na Galeria 535 do Observatório de Favelas, no Galpão Bela Maré e em inúmeras instalações em varais fotográficas pelas ruas da cidade.

 

Valda Nogueira é fotógrafa e artista visual carioca. Tem formação e atuação em fotografia documental humanista. Povos, territórios, ancestralidade e cultura são os temas centrais de seus projetos autorais e documentações fotográficas. Atualmente estuda Artes Visuais na Universidade Estadual do Rio de Janeiro, integra o coletivo Farpa e é membro da plataforma de mulheres fotojornalistas Women Photograph.

 

Thaís Rocha (CURADORA) é fotógrafa e pesquisadora. Mestre em Artes pelo Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), formada em Educação Ambiental pela PUC-Rio (2010) e em Fotografia pela Escola de Fotógrafos Populares (Imagens do Povo/ Observatório de Favelas, 2012). Desde 2013 é assistente da coordenação de projetos, assistente de curadoria e administra a Luz Tropical Cultura & Produções LTDA, produtora que realiza o FotoRio - Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro, dentre outros eventos.

* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Fotos
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "Rio de Janeiro"
1500 BABILÔNIA GALERIA - “Redesenhos” é mostra de série inédita do fotógrafo Edouard Fraipont composta de sete imagens e um vídeo. Ele explora o conceito de fotoperformance, em parceria com a coreógrafa e bailarina Alexandra Naudet, e propõe figuras redesenhadas pelo movimento do
Saiba mais
A GENTIL CARIOCA - Fundado em setembro de 2003 pelos artistas plásticos Ernesto Neto, Franklin Cassaro, Laura Lima e Márcio Botner, esse espaço para a arte contemporânea representa e mantém em acervo obras dos artistas Thiago Rocha Pitta, João Modé, Jarbas Lopes, Paulo Nenf
Saiba mais
ALMACÉN GALERIA DE ARTE BARRA DA TIJUCA - Estabelecida no CasaShopping, na Barra da Tijuca, desde 1986, a galeria mantém em acervo obras de Tomie Ohtake, Cildo Meireles, Antonio Dias, Marco Coelho Benjamim, Fernando Velloso, Walter Goldfarb, Cruz-Diez, Jussara Age, Yuli Geszti, Silvio Baptista, H
Saiba mais
AMARELONEGRO ARTE CONTEMPORÂNEA - O artista curitibano Juan Parada apresenta na exposição “Teto Verde” uma grande instalação. A obra, que tem o formato de uma casa, está disposta de cabeça para baixo. Destaque para o teto verde, no qual o a terra está por cima e as plantas crescem para ba
Saiba mais
ANTIGA FÁBRICA DA BHERING - O espaço onde funcionava a ex-fábrica de chocolates Bhering, abriga 52 ateliês de artistas e 22 pequenas empresas do ramo cultural. O maquinário e as antigas instalações da fábrica servem de inspiração para criação e também são incorporados aos trabalhos
Saiba mais
ATELIER CURVELO - Instalado em um casarão de 1896 com vista para a Baia de Guanabara, em Santa Teresa, o espaço abriga criações do artista plástico Zemog e peças de sua esposa, a designer Rita Dias. Zemog usa materiais nada nobres como tampinhas de refrigerante, espelhos e
Saiba mais
BIBLIOTECA NACIONAL - O prédio, em estilo neoclássico, foi projetado pelo arquiteto Francisco Marcelino de Souza Aguiar. Inaugurado em 1910, reúne um acervo de cerca de nove milhões de peças, entre raridades como a Bíblia de Mogúncia, impressa em 1462, a edição dos Lusíadas de
Saiba mais
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
ENCONTRO DE ARTE NA SALA DE LEITURA - Artistas promovem tarde de videoarte, performance e bate-papo na Biblioteca-Parque, com entrada franca.
Saiba mais
ESPAÇO CULTURAL MUNICIPAL SÉRGIO PORTO - O local é um dos espaços culturais mais interessantes do Rio. Integra a Rede Municipal de Teatros da Secretaria Municipal de Cultura. Tem uma programação variada, com exposições de arte, palestras, debates, workshops, espetáculos de teatro, recitais de po
Saiba mais
Exposição no Sesc Madureira revela a perspectiva de fotógrafas negras sobre territórios e tradições - Mostra celebra o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha (25 de julho). Além de apreciar as imagens, público poderá assistir a filmes sobre questões de gênero, sexualidade, religião e etnia, seguidos de debates com realizadoras
Saiba mais
Exposição Nossos Naïfs Brasileiros - A Galeria Evandro Carneiro Arte, na Gávea, apresenta de 17 de agosto a 14 de setembro a Exposição Nossos Naïfs Brasileiros.
Saiba mais
Exposição Scorzelli Megabichos - Museu reúne instalações e obras inéditas de Marcos Scorzelli
Saiba mais
FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA - A mansão onde está instalado o museu, construída em 1849, em estilo neoclássico, serviu de residência a Rui Barbosa (1849-1923) durante os últimos 28 anos de sua vida. Possui um acervo de 1.400 peças de mobiliário, objetos decorativos e de uso pessoal e p
Saiba mais
Galeria Valdir Teixeira -
Saiba mais
NADIA AGUILERA EXPÕE NO ESPAÇO CULTURAL CORREIOS NITERÓI - A mostra “Assim como aqueles que buscam” abre em 20 de julho, com curadoria de Lia do Rio.
Saiba mais
VESTÍGIOS - Exposição de Marciah Rommes ocupa quatro salas do Espaço Cultural Correios Niterói.
Saiba mais
“Quando nascer (ou morrer) não é uma escolha” - Individual de Laura Freitas no Espaço Cultural Correios Niterói reúne investigações em torno do ovo.
Saiba mais