Carregando... aguarde
Peça sobre arte e censura é uma das apostas da programação do Festival de Teatro de Curitiba - Guia das Artes
Peça sobre arte e censura é uma das apostas da programação do Festival de Teatro de Curitiba
Peça sobre arte e censura é uma das apostas da programação do Festival de Teatro de Curitiba
'Domínio Público' foi coproduzida pela curadoria do festival e reúne quatro artistas que foram foco de atenção e debates sobre expressão artística.
inserido em 2018-03-12 19:36:38
Conteúdo

Uma das apostas da programação da 27ª edição do Festival de Teatro de Curitiba é a peça “Domínio Público”, que será apresentada no Teatro da Reitoria, nos dias 29 e 30 de março.

A coprodução da curadoria do festival reúne quatro artistas que foram foco de atenção e debates sobre expressão artística, liberdade, censura e se tornaram alvos de discursos radicais.

Ao longo de 2017, Maikon K, Renata Carvalho, Wagner Schwartz e Elisabete Finger, cada um em uma situação diferente, levantaram questões sobre quais, afinal, são os limites da arte.

Maikon ficou conhecido como “o homem nu da bolha”; Renata, como “a travesti que interpreta Jesus”; Wagner como “o homem nu do MAM (Museu de Arte Moderna, de São Paulo)”; e Elisabete como “a mãe do MAM” (a mãe que permitiu que sua filha tocasse o homem nu).

Em “Domínio Público”, eles se colocarão diante do público – sem a intermediação de plataformas digitais, telas de computador ou telefones celulares –, com microfones abertos para amplificar o que pensa a respeito.

Segundo os curadores Guilherme Weber e Márcio Abreu, responsáveis por convidar os espetáculos da Mostra 2018, essa será uma peça para abordar a onda de conservadorismo e intolerância que assolou o Brasil no ano passado.

“Os artistas refletem sobre as fake news, o papel da mídia, os robôs e as mensagens de ódio, estado e religião, arte e sexo como uma resposta pública ao momento virulento que o Brasil enfrenta”, explicaram.

 

Os artistas

  • Maikon K: No dia 15 de julho de 2017, foi agredido e preso pela Polícia Militar de Brasília, durante sua performance “DNA de DAN”, sob alegação de atentado ao pudor, em frente ao Museu Nacional da República. A performance fazia parte do projeto Palco Giratório, do Sesc. “DNA de DAN” foi escolhida pela artista Marina Abramović, maior referência da performance no mundo atualmente, para integrar sua megaexposição Terra Comunal no Sesc Pompeia, em São Paulo, em 2015.

  • Renata Carvalho: “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, chegou a ser censurada em Jundiaí, em Salvador, mas foi mantida em outras cidades. O espetáculo foi escrito pela autora transexual inglesa Jo Cliford e, na montagem brasileira, é Renata quem interpreta o papel de Jesus.

  • Wagner Schwartz: “La Bête” (O Bicho), performance que dialoga com uma série de esculturas de Lygia Clark e que chegou a ser apresentada em 2016 na Mostra do Festival de Curitiba, foi objeto dos debates mais acalorados sobre arte em 2017, pois em uma apresentação no MAM (Museu de Arte Moderna), o tornozelo de Wagner – que se apresenta nu – foi tocado por uma criança. Este é o terceiro ano seguido em que o artista participa da Mostra.

  • Elisabete Finger: A performer e coreógrafa Elisabete Finger ficou conhecida como “a mãe que permitiu que sua filha tocasse o tornozelo do homem nu do MAM”, embora tenha um sólido trabalho nas suas áreas de atuação. Foi artista residente na Casa Hoffmann (Curitiba, 2004), fez parte da Formação Essais no Centre National de Danse Contemporaine d’Angers (França, 2005-2006), e do Programa SODA – Solo/Dance/Authorship, mestrado em dança pela HZT/UdK (Berlim – Alemanha, 2010-2011).

  

Sobre o festival

O Festival de Teatro de Curitiba chega a 27ª edição com mais de 400 atrações – sendo uma pré-estreia e sete estreias nacionais e três espetáculos internacionais. O evento acontece entre os dias 27 de março e 8 de abril.

Espetáculos de teatro e de música, oficina, palestras e atividades gastronômicas vão ocorrer em mais de 90 espaços da cidade e também da Região Metropolitana. Serão 384 sessões gratuitas.

Os ingressos podem ser comprados no site do festival, no aplicativo "Festival de Curitiba 2018" e nos quiosques montados no Shopping Mueller e no Park Shopping Barigui.

 

Serviço

Domínio Público

  • Data: 29 e 30 de março
  • Hora: 21h
  • Local: Teatro da Reitoria
  • Ingresso: R$ 70 (inteira) R$ 35 (meia) + taxa administrativa

 

Foto: Domínio Público é uma das grandes apostas da programação do Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Divulgação)

 

Fonte: G1

 
Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
01/Jan
ESCULTURAS NO PARQUE DA LUZ- O Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, conta com área de aproximadamente 113 mil m² . Foi criado como horto botânico por uma Ordem Régia da Coroa Portuguesa em 19 de novembro de 1798 foi aberto ao público em 1825 como Jardim Botânico já no
Saiba mais
Ter
07/Jan
GALERIA TÁTIL- A Pinacoteca do Estado apresenta exposição com 12 esculturas táteis, em bronze, que fazem parte do acervo do museu. A seleção das obras foi realizada considerando a indicação do público com deficiências visuais que participou de visitas orientadas ao acer
Saiba mais
Seg
07/Jul
Galeria Tatil na Pinacoteca de Sâo Paulo - A Pinacoteca do Estado apresenta exposição com 12 esculturas táteis, em bronze, que fazem parte do acervo do museu
Saiba mais
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Sáb
22/Out
Galeria José e Paulina Nemirovsky - Arte Moderna - A mostra é uma reorganização e ampliação da exposição sobre o Modernismo.
Saiba mais
Dom
27/Ago
Arte no Brasil: Uma história na Pinacoteca de São Paulo. Vanguarda brasileira dos anos 1960 - Coleção Roger Wright - A mostra de longa duração celebra o comodato de 178 obras estabelecido em março de 2015 entre a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a Pinacoteca e a Associação Cultural Goivos, responsável pela Coleção Roger Wright.
Saiba mais
Dom
22/Out
Galeria José e Paulina Nemirovsky - Arte moderna - Essa é uma exposição única e especial, que percorre grande parte do cenário histórico-cultural brasileiro do século XX. Sem contar que ampliamos de 49 para 110 obras essa mostra, todas emblemáticas e de reconhecimento internacional. Estamos muito satisfei
Saiba mais
Sex
07/Jun
“é o coração de tudo” - GALERIA DE ARTE IBEU INAUGURA EXPOSIÇÃO COM SÉRIE FOTOGRÁFICA E VÍDEO DA ARTISTA DANIELA PAOLIELLO
Saiba mais