Carregando... aguarde
Alberto Ginastera, o Villa-Lobos da Argentina, ganha espaço na cena internacional - Guia das Artes
Alberto Ginastera, o Villa-Lobos da Argentina, ganha espaço na cena internacional
Alberto Ginastera, o Villa-Lobos da Argentina, ganha espaço na cena internacional
À pedido da Filarmônica de Los Angeles, compositor terá um de seus temas coreografados pelo Grupo Corpo.
inserido em 2020-02-06 18:03:31
Conteúdo

 

A figura de Alberto Ginastera paira sobre a música clássica argentina como a de Heitor Villa-Lobos sobre a brasileira, não só pelo renome desses compositores, como também por semelhanças entre suas obras.

Ambos beberam na fonte do folclore de seus países e souberam misturar essa influência popular com as vanguardas internacionais de suas épocas, sem esquecer a tradição que vinha desde Bach.

Agora, um tema do compositor argentino, "Estancia", ganhará coreografia do Grupo Corpo. A companhia brasileira foi convidada pelo regente da Filarmônica de Los Angeles, Gustavo Dudamel, para traduzir a música do argentino em dança.

Ginastera é de uma geração posterior à do brasileiro e foi mais longe em suas explorações musicais e temáticas. Um bom exemplo é a ópera “Bomarzo”, de 1967, que trazia técnicas avançadas de composição e um conteúdo sexual que a levou a ser censurada, naquele mesmo ano, no Teatro Colón. Foi considerada imprópria pelo presidente militar em exercício, Juan Carlos Onganía, que pregava valores familiares. Essa cruzada conservadora, levada às artes, fez com que a ópera só fosse estrear na Argentina em 1972, quando ele já havia deixado o poder.

Ainda hoje, 36 anos após a a morte do compositor, seu nome é bastante presente na programação argentina, incluindo caonjuntos que o homenageiam, como o Coro Alberto Ginastera ou o Trio Ginastera. No cenário internacional, ele costuma ser citado como um dos grandes da “música latino-americana”, esse curioso amálgama geomusical. No entanto, os grandes da música americano-europeia ainda o programam com parcimônia, atendo-se a “Estância” e a seu concerto para harpa.

Efemérides sempre movimentam o cenário clássico, e, há quatro anos, Ginastera se beneficiou desse fenômeno. Graças ao centenário de seu nascimento, suas obras ganharam projeção. O festival BBC Proms aproveitou que também era o ano da Olimpíada no Brasil e colocou nosso Villa-Lobos em destaque junto com Ginastera. Orquestras importantes como a Sinfônica de Boston e a Filarmônica de Berlim tocaram criações do argentino.

No caso dessa última, contou a atuação de um paladino desse repertório, o regente espanhol Juanjo Mena, que está gravando, pelo selo Chandos, uma série de CDs com a música orquestral de seu ídolo. À revista “Gramophone”, ele lamentou que essas obras sejam “raramente ouvidas em concertos europeus”.

Quando surge uma dessas oportunidades, o que o público encontra é um compositor dono de uma linguagem muito original e de uma instrumentação criativa, que vale conhecer.

 

Fonte: https://oglobo.globo.com/cultura/teatro/alberto-ginastera-villa-lobos-da-argentina-ganha-espaco-na-cena-internacional-24229285

Compartilhe
Comente
Últimos eventos
Qua
01/Jan
ESCULTURAS NO PARQUE DA LUZ- O Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, conta com área de aproximadamente 113 mil m² . Foi criado como horto botânico por uma Ordem Régia da Coroa Portuguesa em 19 de novembro de 1798 foi aberto ao público em 1825 como Jardim Botânico já no
Saiba mais
Qua
27/Jul
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais
Dom
31/Jul
Circuito de arte contemporânea do museu do açude ganha obras permanentes- CIRCUITO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO AÇUDE GANHA OBRAS PERMANENTES DE WALTERCIO CALDAS, ANGELO VENOSA E JOSÉ RESENDE
Saiba mais
Dom
24/Nov
SURSUM CORDA - No dia 23 de novembro de 2019, a Capela do Morumbi, unidade vinculada ao Museu da Cidade de São Paulo e à Secretaria Municipal de Cultura, abre a instalação “Sursum corda”, de Carlos Eduardo Uchôa.
Saiba mais
Ter
26/Nov
"Pardo É Papel" - Em individual no MAR, Maxwell Alexandre manipula narrativas de modo a construir seu lugar de poder
Saiba mais
Sáb
11/Jan
'UÓHOL', DE RAFAEL BQUEER - Abrindo a agenda expositiva de 2020, o Museu de Arte do Rio apresenta ao público a partir de 11 de janeiro “UóHol”, mostra individual do paraense Rafael BQueer.
Saiba mais
Sáb
18/Jan
Rua! - O Museu de Arte do Rio abre ao público no dia 18 de janeiro, com entrada gratuita, a exposição “Rua!”.
Saiba mais
Sáb
25/Jan
ARQUIVO PETER SCHEIER - As muitas fases de Peter Scheier
Saiba mais
Sáb
25/Jan
Limiares - Governo do Estado presenteia São Paulo com novo espaço dedicado à arte contemporânea.
Saiba mais
Sáb
01/Fev
Egito Antigo: do cotidiano à eternidade - São Paulo receberá exposição gratuita sobre Antigo Egito
Saiba mais