Carregando... aguarde
Exposição THAIS HELT SOTURNOS NOTURNOS-2019-03-16 - Guia das Artes
Exposição THAÏS HELT “SOTURNOS NOTURNOS”
Evento encerrado
Exposição THAÏS HELT “SOTURNOS NOTURNOS”
Quando aconteceu
Sábado, 16 Março até Quarta, 10 Abril
Local
Lemos de Sá Galeria de Arte
Av. Canadá, 147 Bairro Jardim Canadá
Conteúdo

Para o 5º circuito 10 Contemporâneo de arte, a Lemos de Sá Galeria de Arte apresenta a exposição inédita “Soturnos noturnos” da artista mineira Thaïs Helt. Instalação, objetos e desenhos serão mostrados numa continuação e desdobramento das obras que resultaram na exposição “Ouro Negro” na Oi Futuro no Rio de Janeiro em setembro de 2018.

A artista utilizou de técnicas mistas para feitura das novas obras. O tradicional papel japonês translúcido – com impressões litográficas negras sobrepostas e costuradas com linhas douradas, formando silhuetas entrelaçadas e flutuantes. As impressões ganham formas e contornos a partir de uma variação de nuances de tons de pretos que sobrepostos amenizam os traços dourados obtidos a partir da aplicação da folha de ouro. 

A penumbra, o obscuro é a ocupação do espaço de forma silenciosa e bruta. Sua força sobrepõe a luz que, aprisionada, ressalta ainda mais o seu brilho e  introspecção.

 

Trajetória da artista

Thais Salgado Helt (Juiz de Fora MG 1949). Gravadora, pintora, desenhista. Entre 1972 e 1974, cursa litografia com Lótus Lobo (1943) na Escola Guignard, em Belo Horizonte. Gradua-se em Belas Artes, em 1976, e especializa-se em escultura com Amilcar de Castro (1920 - 2002). , entre 1978 e 1979, sempre na Escola Guignard. Em 1981, frequenta curso de especialização em litografia, com Antônio Grosso, sob o patrocínio da Coordenadoria de Cultura de Minas Gerais. Em 1991, é bolsista do Tamarind Institute, em Albuquerque, nos Estados Unidos. Em 1978, funda a oficina de gravura Casa Litográfica, em Belo Horizonte, com George Helt, Lótus Lobo (1943) e Marina Nazareth (1939) . Em 1988, abre a Oficina Cinco, um ateliê de litografia, em Belo Horizonte. Em 1993, transfere a Oficina Cinco para Novo Lima, Minas Gerais, onde imprime gravuras de vários artistas, entre eles Amilcar de Castro (1920 - 2002). Participa do Grupo do Largo do Ó, de Tiradentes.

A pesquisa relacionada às vivências pessoais está na origem do processo criativo de Thaís Helt. Dois anos depois de iniciar os estudos na Escola Guignard, em 1972, começou a trabalhar no ateliê de litografia, como aluna de Lotus Lobo. Nunca mais o processo de impressão, a partir das matrizes realizadas nas pedras, a abandonou.

Os momentos iniciais foram de aprendizado da técnica. Na medida em que passou a dominar os procedimentos, buscou formas pessoais para se expressar. Começou a consolidar linguagem própria ao recortar os suportes em formatos diversos e só depois iniciou as pesquisas de impressão. Mais adiante, ao incorporar elementos como costuras, furos e colagens, o trabalho despertou atenção no meio artístico.

Fundadora da Casa Litográfica e da Oficina Cinco, ateliê de litografia que funciona na cidade de Novo Lima, recebeu premiações importantes como no VIII Salão de Campinas (1972) e no Salão Santos Dumont (1973). Tem sua vida e obra registradas em publicações, como o livro-depoimento do Circuito Atelier, lançado pela Editora C/Arte. Possui obras em diversos museus e coleções particulares no Brasil e no exterior.

A artista já fez diversas exposições individuais e coletivas pelo Brasil.

Contato
Tel: (31) 3261-3993 | www.lemosdesagaleria.com.br
* Os horários podem variar em função de férias e feriados. Recomendamos ligar antes para verificar.
Fotos
Compartilhe
Comente
Mais Opções em "Minas Gerais"
Bruno Almeida Maia , em entrevista para o GuiaDasArtes - Bruno Almeida Maia , ministrante do curso Constelações Visionárias , a relação entre moda , arte e filosofia nos concedeu a ótima entrevista que se segue :
Saiba mais